Há 40 anos, o AC/DC lançava o seu sexto álbum “Highway To Hell” e compartilhava com o mundo o melhor do Rock’n Roll.

O resultado foi muitas músicas de sucesso e a venda de 8,5 milhões de cópias físicas no mundo todo.

Foi a primeira vez que o grupo não trabalhou com os produtores Harry Vanda e George Young. O produtor escolhido foi Robert John ‘Mutt’ Lange, que ensinou muitas técnicas de gravação e música. Sobre trabalhar com Mutt, Angus Younger revelou na época “Ele era meticuloso sobre o som, pegando as guitarras e a bateria certas”.

E completou “Ele costumava focar, e também era bom na parte vocal. Até mesmo Bon (Scott, vocalista), ficou impressionado com a forma como ele conseguia fazer soar a sua voz”.

Lançado em 1979, o disco se tornou o primeiro CD do AC/DC a chegar ao Top 20 da parada da Billboard americana e a música “Highway To Hell” configurou o Top 100 da revista. O álbum também foi Top 20 da banda em sua terra natal e o primeiro Top 10 na Inglaterra.

Em 2003, a revista Rolling Stone o disco foi elogiado em uma retrospectiva, dizendo que com ele a banda se graduou da parte de trás dos bares para a frente da arena. Além disso consideraram as músicas ‘mais compactas’ e com refrões ricos. O disco foi colocado pela publicação na posição 197 entre os 500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos.

O trabalho foi o último do vocalista Bon Scott, que faleceu no ano do lançamento. Nos próximos trabalhos, quem deu voz ao AC/DC foi Brian Johnson

Para comemorar os 40 anos de sucesso de “Highway To Hell”, a banda irá lançar diversos vídeos vraroa e inéditos como presente para os fãs.