Um dos cantores pop mais bem sucedidos e queridos da música mundial atual, Andy Grammer lança seu quarto álbum em estúdio, “Naive”.

Parte da música título, fala exatamente sobre o mundo em que vivemos na frase “acho que nos concentramos o tempo todo no veneno e não no remédio”, dando uma ideia das mensagens do disco. Com 13 faixas bem profundas que visam o bem do mundo, o novo trabalho do cantor já está disponível nas plataformas digitais.

Antes do lançamento do novo trabalho, Andy lançou o clipe de “My Own Hero”, que já chegou ao número expressivo de meio milhão de visualizações no You Tube. Além disso, a canção “Don’t Give Up On Me”, chegou à marca de 100 milhões de streams nas plataformas.

Sobre o novo disco “Nave”, que significa ‘ingênuo’, Grammer revela “Fui rotulado como o cara positivo em toda a minha carreira. E a verdade é que eu sou. Mas o cara positivo é muito mais tridimensional do que o mundo lhe dá crédito. Infelizmente, a palavra positiva vem com o gosto posterior – simples, doce e ingênuo. Para mim, o otimismo é uma guerra que é travada todos os dias. É difícil ficar positivo quando muito à nossa volta é negativo. A palavra positiva para mim parece muito mais rebelde, persistente, heróica. Este álbum explora a história por trás do sorriso. Se é estúpido ver o bem em tudo, então me ajude por favor, para ser naive“.

Andy Grammer começou sua trajetória de músico cantando nas ruas da Third Street Promenade, em Santa Monica e depois conquistou fãs em hotéis e casas de shows americanos como o Viper Room, o Roxy Theatre e a House of Blues.

O primeiro disco e homônimo veio em 2011 com sucessos como “Keep Your Head Up”, “Fine By Me”, “Biggest Man in L.A.”, “Numbers” e “Fireflies”. Também alcançou o primeiro lugar de vendas entre artistas novos pela Billboard.

O segundo álbum “Magazines or Novels”, trouxe o sucesso mundial “Honey, I’m Good”, que foi disco de platina quádruplo. E o terceiro trabalho “The Good Parts” em 2017 deu a Andy a marca de 350 milhões de streams no mundo com o hit “Fresh Eyes”.