O talentoso Marco Muzi lança sua deliciosa versão de “Fly Me To The Moon”.

A nova versão do clássico da música mundial ganhou um clipe incrível. A produção além de mostrar Marco cantando ao piano, apresenta uma história em animação de um casal muito fofo que viaja até a Lua com a força do amor. A direção é de Cristiano Stern.

A releitura é a estreia do artista nas plataformas digitais expresso interesse de Muzi pelas canções atemporais e pelas experiências eletrônicas. Belíssimo, o arranjo bem contemporâneo, foi muito bem construído e pensado pelo Maestro Ney Marques. Uma versão charmosa, leve e muito gostosa de ouvir.

A música original, uma composição do pianista Bart Howard, foi imortalizada na voz de Frank Sinatra, em 1964. O hit foi intimamente ligado às missões da nave Apollo na lua, coordenadas pela NASA, que levaram Apollo 11 ao solo lunar em 1969.

Foto: Paulo Urras

Marco Muzi tem 17 anos então novo já apresenta uma afinação impecável e um vozeirão com timbre marcante e forte. Destaque para a paixão do artista pelo Jazz e Bossa Nova, um diferencial não tão comum em garotos da idade dele.

Marco Muzi

Marco, hoje com 17 anos, começou a tocar guitarra aos 3.

Iniciou seus estudos com o Jazz, Bossa Nova e MPB aos 8 anos, influenciado pelo irmão pianista. O tio baterista o apresentou ao universo das baquetas com as quais metralhou durante a infância objetos de onde conseguisse extrair arremedos de rock. Em casa, Samba, Ópera e MPB se articulavam em consenso.

A partir desse caldo musical, desenvolveu preferências ecléticas por Chopin, Chet Baker, João Gilberto e Frank Sinatra. A curiosidade pela produção de beats o levou ao gênero Lofi no início da adolescência.

Em 2020, chegou a mudar-se de Votuporanga para São Paulo para aprofundar seus estudos de canto lírico e popular com o professor Gilson Nery, no Conservatório Souza Lima, e segue em aulas on-line em função da pandemia. Em 2021, pelo selo Simple Lofi e OneRPM.