Blecaute lança “Cor Do Pecado”, single manifesto sobre a história, dores e vivências de pessoas negras.

A canção que é uma poesia com muita crítica e um flow único, ganhou um clipe impactante. A produção, ilustra muito bem a letra da canção, escrita pelo próprio rapper e faz uma reflexão sobre o racismo e as dificuldades de matar um leão por dia até vencer.

No vídeo o cantor junto a atores negros, protagoniza cenas com simbologias que remetem à escravidão, violência policial, entre outras máculas sociais às quais a população negra é histórica e sistematicamente submetida. As gravações aconteceram na Vila Aliança, no Rio de Janeiro, com direção de Invasori.

“Eu vim retratando um discurso muito forte, espero que as pessoas entendam da melhor forma. Eu vim retratando o racismo contra as pessoas pretas que ainda existe sim no Brasil. Como o Childish Gambino fala, que isso aqui é a América, eu digo e danço também. Quero retratar, à nossa maneira, que isso aqui também é o Brasil: as pessoas pretas são mortas, discriminadas, presas injustamente. Então eu quis trazer essa memória”, relata Blecaute.

O rapper também reflete, “Não adianta nada eu falar de dinheiro que eu tenho, de joias que vou ter, carros que eu vou ter, se eu primeiro não falar sobre o que meu povo passa ainda. Eu vou falar de joias sim, de dinheiro sim, de noite sim, mas a primeira música que eu quis fazer foi essa. Porque a gente pode ter tudo isso e ainda assim ainda vamos ser alvo dessa discriminação”.

Produzida por $AINTIGR, a faixa traz reflexões muito importantes nos âmbitos político, social e histórico, em um mês marcado simbolicamente pela necessidade de colocar luz nas questões raciais. Como dizem os versos de Blecaute: “Dedo na ferida, isso é importante”.