Representando a comunidade LGBTQIA+, o rapper Warllock lança a segunda parte do terceiro álbum “Nova Escala”.

“Nova Escala, Pt. 2”, conclui o projeto iniciado em 2020, e traz letras inteligentes passeando por temas interessantes e sonoridades diversas, como Trap, Boombap, Lo-fi e até mesmo Rock Psicodélico.

Foto: Matheus Trindade

“A produção teve início em meados de novembro de 2018, com a ideia tomando forma logo na sequência do lançamento do segundo álbum no mesmo ano. A proposta é variar a abordagem com que pauto minhas letras, além de experimentar novos temas, sonoridades e recursos para se fazer música. Todo o processo foi bastante experimental, com cada música ganhando uma história única. Como o fato da banda Iguanas Tropicais ter gravado, literalmente, na garagem de casa; eu procurando estúdios no Rio de Janeiro à distância para que a nabru pudesse gravar durante sua estadia na cidade, e por aí vai. O Nova Escala, Pt. 2 vai muito além de um álbum de rap experimental, o projeto traz consigo toda uma carga regional florianopolitana somada ao talento que foi emprestado de outros estados para que a obra ficasse completa. Ainda que de um jeito independente, é sobre alcançar novos patamares… uma nova escala”, receia o artista.

Com 10 músicas, o ousado e distinto ‘Nova Escala, Pt. 2’ registra o carinho do artista por sua cidade através de referências regionais de Florianópolis, sendo um grande marco na cena do Rap independente regional e servindo de estímulo à propagação da cultura local e suas potências envolvidas.

Segundo Warllock, “Grande parte dos projetos que rolam na ilha são elitistas e de difícil acesso, ou apenas burocráticos demais a ponto de nos levarem à desistência toda vez. Quando falo de alcançar uma nova escala, artística e profissionalmente falando, não me refiro apenas de forma individual, mas também como cenário local”.

Foto: Matheus Trindade

Para dar vida ao álbum no campo audiovisual, a faixa “Roland Garros” (feat. Dill Menezes) recebeu um videoclipe filmado nas dependências da Universidade Federal de Santa Catarina. Já disponível no You Tube, o vídeo ostenta uma evolução técnica e artística, exibindo um look exclusivo elaborado pela ex- drag queen Vogue e pelo estilista Mousinho, reciclando uma jaqueta de motociclista e enaltecendo a presença do artista.

Foto: Matheus Trindade

Somando as duas parte, o projeto tem as participações especiais de artistas catarinenses como Dill Menezes, Vinícius Galant e a banda Iguanas Tropicais. Representando a comunidade trans da região, nomes de peso como Rê Moraes, Zara Dobura, Duduzzone e Ritsuka também participaram. De outros estados, colaboram o pioneiro De Leve (RJ), Nabru (BH) e Rodrigo Zin (PR). Uma produção musical de GGOSS, Graça, Alice Piink, Jovem Basti e Umteto.

Algumas das principais inspirações para o álbum foram gigantes como Childish Gambino, Black Alien, Amiri, Tasha & Tracie, Rodrigo Ogi, Makalister, Rapsody e Frank Ocean.

Foto: Matheus Trindade

A vida boêmia de Florianópolis e a vivência queer somada à letras cuidadosamente pensadas resultam no projeto ao qual Warloock vem se dedicando há dois anos.

Capa de “Nova Escala, Pt. 2”
Capa de “Nova Escala, Pt. 1”