No começo da pandemia em 2020, Zeeba retornou à suas origens trabalhando de forma mais orgânica. Foi aí que ele que sempre compôs inglês lançou sua primeira composição em português (“Tudo Que Importa”), que abriu caminho para outras músicas em nosso idioma.

Ao todo 12, das canções compostas em português estão presentes no novo álbum do artista, “Tudo Ao Contrário”, que acaba de ser lançado nas plataformas digitais pela BMG. Com produção musical de Bruno Martini, o disco chega com direito a clipe da música título (feat. Nanno), que foi gravado nas casa dos avós do Zeeba. Uma linda homenagem aos dois que faleceram recentemente.

Capa do álbum “Tudo Ao Contrário”

“As mensagens dessas canções são parecidas com as músicas que costumo fazer em inglês: sempre acabo falando sobre ideias reflexivas, coisas otimistas”, explica ele. “Acho que, quando estou pra baixo, tenho que escrever coisas pra cima, para me botar pra cima, e acabo botando as pessoas pra cima também”, conta o artista.

Um dos destaques é a faixa “Passeio”, que nasceu de uma conversa com o avô. “Ele achava que a vida tinha passado rápido, mas, ao mesmo tempo, estava feliz com que tinha deixado. A música fala sobre isso, da vida que passa rápido, por isso vamos aproveitar, não vamos perder tempo com coisas negativas”, afirma Zeeba.

Filho de brasileiros, Zeeba nasceu em San Diego, nos EUA, e se mudou com a família para São Paulo aos 2 anos. Ele voltou para os EUA anos depois para estudar na Musicians Institute, em Los Angeles. Lá ficou por 5 anos e iniciou sua carreira profissional. Com sua ex-banda Bonavox, foi vencedor de um Grammy Amplifier, que reconhece nomes em ascensão no meio musical. Ele retornou ao Brasil no final de 2015 para passar férias, conheceu Alok em 2016, e sua trajetória ganhou inesperáveis novos rumos.