Exclusivo! Conheça o Collad, método de lipoaspiração que oferece resultados 360° no corpo da paciente, desenvolvido pelo Cirurgião Plástico Dr. José Cury,

Collad, termo criado pelo doutor é associação das palavras collagen (colágeno em inglês) e LAD (Lipoaspiração de Alta Definição). A técnica consiste na realização da lipoaspiração de Alta Definição com retirada de gordura localizada das regiões de abdome superior, inferior, flancos, costas, braços, quadríceps e entre coxas, de forma que evidencie as linhas e contornos naturais do abdome, dando aspecto “sarado”. Em muitos casos é realizado também o enxerto de gordura nos glúteos.

Associado à cirurgia é realizado o tratamento flacidez e celulite de todas as regiões do corpo que incomodam o paciente. A técnica permite uma melhora significativa da qualidade da pele: “Hoje diante das tecnologias que a medicina nos proporciona conseguimos sim, fazer um tratamento estético com bons resultados e um olhar 360°”, diz Dr. José.

A ideia surgiu há cerca de dois anos, quando o médico sentiu a necessidade de tratar não só a gordura localizada das pacientes, como também tratar as demais áreas, onde muitas voltavam questionando e perguntando de possíveis tratamentos. Em sua página do Instagram, Dr. José explica as motivações que o levaram a desenvolver o método. “Eu percebia que no consultório quando a gente fazia a Lipoaspiração de Alta Definição as pacientes voltavam no retorno final e falavam, ‘Doutor, estou maravilhosa, tirou todas as gordurinhas, tudo, porém a celulite ainda me incomoda um pouco’, flacidez entre coxas, flacidez no glúteo, e aí eu acabei desenvolvendo essa técnica pra trabalhar 360° no paciente. Então a gente faz hoje a cirurgia de Lipoaspiração de alta definição, e fazemos esse banho de colágeno para tratar celulites, flacidez, e dependendo da quantidade que a gente coloca de produtos, a gente consegue até inclusive aumentar um pouquinho o volume do glúteo, além da enxertia glútea que a gente faz com enxerto de gordura”, explica o médico.

Tecnicamente falando o estímulo mecânico é feito através da plataforma InMode, com uso do Morpheus e Bodytite. O Morpheus consiste em uma ponteira com 40 agulhas que entram no sistema chamado de Burst em 3 camadas da pele, associando o microagulhamento com até 7mm profundidade e o disparo de radiofrequência. Estes disparos de radiofrequência em 3 camadas, estimulam a produção de colágeno na região, melhorando assim a textura da pele
Já o Bodytite é utilizado em áreas onde foi realizado a lipoaspiração, atua promovendo a retração da pele. Com este dispositivo consegue-se chegar a temperaturas de 70 graus celsius de profundidade dos tecidos, com um termômetro de segurança na parte superior que permite um controle da temperatura externa na pele, onde podemos programar temperaturas de 38 a 40 graus celsius, o que permite uma maior segurança, evitando assim queimaduras de pele.

“Se tratando de estímulos químicos, usamos os bioestimuladores de colágeno, que são distribuídos em todas as áreas com flacidez, melhorando a textura, firmeza e consequentemente a flacidez de pele. Utilizamos os dois principais bioestimuladores que existem no mercado (hidroxiapatita de cálcio e ácido poli-L-lático). O ápice do resultado do estímulo destes bioestimuladores ocorrem após 3 meses da sua aplicação, e é possível associar também aos bioestimuladores, as subcisões nas áreas de celulites, que são depressões na pele. Com a subcisão, conseguimos soltar a aderência de celulite e depositar logo abaixo das mesmas os bioestimuladores de colágeno, afim de melhorar o aspecto da celulite e também a qualidade da pele. Diante da associação de ambas as técnicas já consagradas, conseguimos tratar de forma 360 as principais queixas das pacientes.”, explica o especialista.

O procedimento leva em média de 6 a 8 horas, e de acordo com Dr. José Cury, “É importante ressaltar que para um resultado satisfatório usamos os primeiros disparos na cirurgia e depois são necessários mais duas sessões em consultório. Os estimuladores de colágeno devem serem realizados entre 18 e 24 meses”.