Em prol do Setembro Amarelo, Kell Smith lança a deliciosa “Música Para Recomeços”.

A música que teve antecipadamente, a data de lançamento revelada pela própria Kell, esta finalmente entre nós e chega acompanhada de um clipe, que assim como a canção, nasceu de uma viagem introspectiva. A direção é de Deivide Leme.

Foto: Gabriel Marques

A canção que de certa forma resume muitas questões da artista. Nela afirma que é preciso aceitar que a vida é um eterno recomeço, que a gente muda de opinião (e que isso é bom), não tem controle sobre todas as coisas, nem sobre o futuro. Contando que o processo de composição mudou um pouco neste novo lançamento, a compositora percebe que olhou mais pra dentro de si, em contraponto com suas composições anteriores, onde ela trazia de fora o sentimento coletivo para misturar aos seus próprios e à sua vida.

A faixa fará parte de novo EP, que está sendo preparado “com muita segurança”, mas “insistiu em nascer antes”, pela força de sua temática. Para Kell, “Estar seguro, mais do que morar em um local protegido, é morar em pessoas que te dão segurança e amor” e completa dizendo que a terapia a ajuda muito no processo de criação.

Foto: Gabriel Marques

“Foram cinco anos muitos intensos. Intensidade é a palavra que mais define o processo. É sobre o caminho e não sobre a linha de chegada. Ter tido tantas oportunidades, ter aprendido muitas coisas, a troca com outros artistas, conhecer cada vez mais a música de nosso país, a nossa arte, poder me apropriar do espaço dentro dela. E me conhecer como artista, porque vocês me conheceram enquanto eu também me conhecia”, conta Smith.

“Música Para Recomeços” e outros hits de Kell Smith podem ser vistos/ouvidos ao vivo em seus próximos shows no Festival das Esmeraldas, em Barreiras e no Festival da Primavera, na Bahia, no SESC Guarulhos, no Teatro Arthur Azevedo e no Blue Note, em São Paulo, em Setembro e Outubro.

Foto: Gabriel Marques

Cantora e compositora brasileira, Kell Smith busca e canta as verdades que escreve sobre nós. Há cinco anos, desde o lançamento do primeiro EP, que leva seu nome, a artista segue na lapidação da verdadeira arte com propósito e avalia a bagagem adquirida como artista até aqui, além de números bastante eloquentes: 813 mil seguidores no Instagram, 277 mil inscritos em seu canal no YouTube e mais de 1 milhão de ouvintes mensais no Spotify.