Um dos mais icônicos álbuns de Madonna completa 25 anos. ‘Erotica’ veio para quebrar tabus e clamar por livre expressão e o direito de ser você mesmo. Lançado em uma época em que a AIDS era uma arma dos moralistas e considerada a ‘praga gay’, o disco falou abertamente de sexo e também sobre desencontros, hipocrisia, aceitação, amor e preconceito como forma de protesto e um hino a liberdade.

O quinto trabalho de Madonna foi produzido por Shep Pettibone e Andre Betts junto à própria e trouxe um som Pop repleto de batidas que remetem aos anos 70, Soul, Hip Hop e até Reggae sendo bem diferente dos demais CDs. Ao todo foram vendidos cerca de 6 Milhões de cópias no mundo todo e muitos hits entraram para a história da música pop.

Em ‘Erotica’, a mais famosa faixa e que dá nome ao disco, Madonna dá vida ao seu alterego Dita, uma dominatrix que não se preocupa com nada, desde que possa realizar seus desejos e fantasias sexuais. Uma ode à libertação e empoderamento feminino em uma era em que o sexo era um tabu e que a mulher enfrentava muito preconceito e dificuldades.

A incrível ‘Bad Girl’ apesar de ser triste foi um grande fenômeno de popularidade entre fãs e críticos e retrata o sofrimento de uma mulher incapaz de se relacionar, o que a torna infeliz. Em seu clipe, a cantora polemizou ao incorporar uma personagemn que morre no final. Outros sucessos estrondosos foram ‘Deeper And Deeper’ que se volta contra a formação da família e a favor de seguir o coração e viver o amor com batidas de Flamenco e ‘In This Life’ que retrata a tristeza causada pelas mortes por HIV e aponta o dedo ao preconceito e à intolerância. Destaque para ‘Where Life Begins’ que fala sobre sexo oral e da importância de se usar preservativo.

Erotica cd

Dor de amor é um tema nas faixas ‘Bye Bye Baby’ que fala de um parceiro sem atitude e ‘Waiting’ sobre esperar por alguém que não te ama. E até homenagem para a mãe da artista aparece em ‘Rain’ que muito sensível representa o amor incondicional que nos fortalece e nos dá base para superarmos a dor.

E encerrando este clássico, ‘Secret Garden’ é cheia de metáforas, onde Madonna canta ter conseguido sobreviver  a tudo que já fez, falou e causou, além de revelar o desejo de ter um amor verdadeiro, mas sem perder o amor próprio e o orgulho de si mesma.

Sem dúvidas este álbum é um dos melhores da carreia da Rainha do Pop, além de sensível e ao mesmo tempo forte, impactante. Um passo a frente de seu tempo assim como Madonna. Um trabalho que merece ser ouvido com muita atenção e mente aberta. E é incrível ver como apesar de ter se passado tantos anos ele ainda é atual e conversa muito com nossa geração e suas questões sexuais, pessoais, morais e amorosas.

mdnn

Viva Madonna! E que ‘Erotica’ possa continuar conquistando cada geração que cheg por muitos e muitos anos.