Contestador e trazendo uma poesia de primeira, Emicida lança “Eminência Parda”. E ele reuniu um time de peso, os rappers Jé Santiago e Papillon e a cantora veterana Dona Onete.

A música ganhou um clipe dirigido por Leandro HBL em forma de curta-metragem. na produção vemos uma família negra bem-sucedida indo comemorar em um restaurante top para comemorar a graduação da filha.

Nesse estabelecimento, os clientes todos brancos observam os quatro com desconfiança, espanto e até mesmo nojo. Muita cenas mostram como essas pessoas imaginam a família. Eles aparecem como mendigos, passando necessidade e fome, funcionários da limpeza e até como escravos.

Esse vídeo é muito importante para refletirmos o preconceito velado que ainda temos em nosso Brasil. É tempo de nos inspirarmos nele e lutar ainda com mais gana contra esse absurdo que ainda temos na nossa sociedade, o racismo.

Os versos da música também nos fazem refletir e querer um mundo melhor. E é muito bacana a participação de Dona Onete que canta versos de “O Canto dos Escravos”.

Emicida revelou o significado de Eminência Parda. “Em política, eminência parda é o nome que se dá quando determinado sujeito não é o governante supremo de tal reino ou país mas é o verdadeiro poderoso”.

O single produzido por Nave estará em “Permita Que Eu Fale”, o terceiro disco de Emicida, ainda sem data de lançamento.