Texto e entrevista por André Rossanez

O Portal Me Gusta teve a felicidade de entrevistar na sede da Universal Music em São Paulo, uma das maiores cantoras de Samba da atualidade, Ana Clara.

A cantora acaba de lançar seu novo single, “Coração Feliz”, uma versão do clássico de Beth Carvalho. A canção está na trilha sonora da novela da Globo, “Bom Sucesso” como tema da protagonista Paloma, personagem de Grazi Massafera.

Tivemos um bate papo bem bacana e inspirador. Falamos sobre a carreira de Ana Clara, o novo single, sobre Samba e o novo DVD que tá chegando em Agosto. Saiba na íntegra tudo que conversamos.

Portal Me Gusta: Como surgiu a música na sua vida?

Ana Clara: A minha relação com a música já vem desde quando eu estava na barriga da minha mãe. Tá no sangue, não tem jeito. Quando a gente nasce para fazer uma coisa já está na gente. Minha família gosta muito de música e o meu pai sempre foi muito amante do Samba, então eu sempre tive essa proximidade com o Samba em específico, por conta dele. Mas quando eu era pequena fazia aula de música, fazia violão, piano e a última coisa que eu fui me interessar foi cantar. Então a música sempre esteve presente na minha vida, principalmente na minha casa.

Me Gusta: Quais são as suas maiores referências musicais?

Ana Clara: Dentro do Samba sempre se tu ou meu pai pelo fato dele gostar muito de Samba e porque ele sempre cantou muito. quando eu era pequena Eu lembro que ele levava os amigos dele lá em casa e faziam uma roda. Ele sempre gostou de tocar percussão, então eu também tava batucando desde sempre. Tudo que aprendi de Samba foi com ele. Mas tenho outras referências também fora o meu pai. Gosto muito de música boa e sou muito eclética. Sou muito fã da Ivete, por exemplo. Gosto muito de Djavan e de vários artistas. Hoje, da nova geração inclusive, eu escuto muito a Iza e gosto muito do que ela faz. Gosto de ouvir música boa.

Me Gusta: Como surgiu a parceria com Alcione ao regravar o clássico “Não Deixa o Samba Morrer”?

Ana Clara: Ter a Alcione nesse DVD foi um presente. Sempre digo que ela é um dos medalhões do Samba e ela significa muito para música brasileira num todo e eu sempre tive ela como referência. Nossa, fiquei muito feliz quando ela aceitou E principalmente por eu ser da nova geração e saber que a geração dela, já é um pouco mais criteriosa com o som em si. Fiquei muito feliz. Ela aceitou de primeira e aquele dia foi um marco, porque tem coisas que a gente não espera e acontecem. E a gente fica feliz da vida.

Foto: Divulgação

Me Gusta: Como foi a escolha de repertório do EP “A Gente Sempre Ganha”?

Ana Clara: Esse EP na verdade faz parte desse DVD, que a gente dividiu em duas partes. Uma a gente lançou o ano passado e tem participações da Alcione do Atitude 67. E agora mês que vem a gente lança a outra parte e lança o DVD inteiro. Tem músicas autorais e tem regravações de artistas que eu gosto. Músicas que sempre ouvi e gosto muito, só que dentro do som novo que a gente faz. E por último entrou o single “Coração Feliz”, que inclusive passou na frente do DVD, porque a gente achou melhor lançar antes, e tivemos o presente de entrar na novela.

Me Gusta: Qual a sensação de ver sua versão de “Coração Feliz”, na trilha sonora da novela “Bom Sucesso” como tema da personagem de Grazi Massafera?

Ana Clara: Gente, eu quase morri, né? Sendo bem honesta é mais um dos presentes que a gente nunca espera e acho que a música estar ali, é a maior vitrine em que eu poderia querer que o meu trabalho estivesse. As pessoas do Samba até me conhecem mas hoje a música tá no Brasil, na verdade tá para o mundo, porque a novela passa em muitos lugares. Hoje qualquer pessoa que assiste a novela pode ter a oportunidade de conhecer outros trabalhos, não só o meu. Eu tava até vendo a lista das músicas que entraram na novela, e acho que eu sou a única artista meio desconhecida. Então eu estou muito feliz. É um público misturado e faixas etárias diferentes, então as pessoas vão, a massa vai, poder conhecer o meu trabalho, a partir dessa oportunidade de estar em “Bon Sucesso”.

Me Gusta: Como foi fazer a sua versão de “Coração Feliz”, um sucesso já consagrado de Beth Carvalho? Qual a maior desafio de fazer uma versão de um hit?

Ana Clara: Fazer uma versão já é um desafio, não importa o que tu vai cantar. Porque a gente precisa respeitar e seguir algumas coisas que já foram construídas em cima daquela música e “Coração Feliz” é uma música que nunca foi regravada por nenhum outro cantor ou cantora do Samba. Geralmente clássico são regravados por várias pessoas e essa música não, então eu já fiquei super tensa e eu queria muito que a Beth Carvalho tivesse ouvido a música, para saber se ela ia gostar ou não, mas infelizmente no meio do caminho a gente recebeu a notícia de que ela tinha falecido. Mas eu fico feliz também de ter podido eternizar uma obra dela, que na verdade é um samba meio ‘lado b’ e tem pessoas que podem ser que vão ouvir pela primeira vez. Cantar uma música de uma pessoa que sempre foi referência para mim, é muito gratificante e eu espero que quem ouvir goste, porque a gente fez com muito carinho.

Foto: Divulgação

Me Gusta: Como é o seu processo de composição e suas inspirações?

Ana Clara: Acho que compor é uma coisa muito louca, sabe? Acho que cada pessoa tem meio que um jeito de compor. Tem gente que fica triste escreve. Também é muita prática. Eu tive amigos que sempre me incentivaram muito a começar a compor, dentro do estúdio mesmo. A gente pega assuntos, às vezes assuntos do momento, coisas que estão passando em nossas vidas ou nem sempre. Às vezes são algumas coisas que um amigo ou um conhecido está passando e escrevo. Eu já tive uma ajuda muito profissa desde o começo e fomos desenvolvendo algumas coisas. Inclusive nesse meu DVD, que vai sair agora inteiro, tem músicas autorais minhas e eu fiquei muito feliz, porque o nível de exigência ali é muito alto. Tem muita música boa e às vezes você escreve algo mais ou menos e não quer colocar. Inclusive, “Página Marcada”, que foi a minha antiga música de trabalho é uma composição minha em parceria com um dos vocalistas do Atitude 67. Eu estou aprendendo. É questão de prática.

Me Gusta: Qual é a melhor parte da carreira de cantora?

Ana Clara: A melhor parte é sem dúvida, você subir no palco e cantar. É um momento de entrega. Eu sempre digo, que a gente que tem essa missão de levar a música para as pessoas, tem uma responsabilidade muito grande. É um momento de troca e você tá em cima do palco. E as pessoas tão lá para te ver e você poder dar o melhor de você, não tem coisa melhor. É óbvio que muitas coisas envolvem, até você subir no palco e tem muita coisa que acontece. Mas naquela hora de subir no palco, você desliga do mundo e tá ali fazendo o que ama. É maravilhoso.

Me Gusta: Como você vê o samba atualmente?

Ana Clara: Na verdade ainda espero ver melhor e com mais mulheres. Eu tô aqui, e às vezes eu fico incentivando muito a mulherada a também segurar essa bandeira, porque é difícil. A gente vê aí, por exemplo, o sertanejo que de um tempo para cá tem muitas mulheres fazendo isso. Eu amo o Samba. Tá na veia. É um ritmo brasileiro, muito tradicional e fico muito feliz de estar aqui e poder representar tantas pessoas. Mas eu quero ver outras mulheres.

Foto: Divulgação

Me Gusta: Como é sua relação com os fãs?

Ana Clara: Tento me aproximar ao máximo. Hoje a rede social já cria essa proximidade e vira e mexe tô falando alguma coisa e respondendo. É muito importante a gente criar esse vínculo. Tudo que faço é pensando em quem vai ouvir e sou muito feliz por ter 25 anos, e já ter uma galerinha que acompanha o meu trabalho, desde sempre.

Me Gusta: Teve algum momento em que você percebeu que a carreira de cantora daria certo?

Ana Clara: Agora vai dar certo, vai caminhar. Acho que o momento que vivo hoje é o mais importante da minha carreira. É óbvio que já vivi muitas coisas e tiveram coisas incríveis que vivi, como por exemplo, os ‘Gigantes do Samba’, uma turnê que fiz ao lado de Luiz Carlos, Alexandre Pires e Belo. Hoje lancei um trabalho em que tô cantando sozinha e a minha música foi para novela. E é muito bom esse momento de ter sido escolhida uma música cantada só por mim, quando eu tinha outras com parcerias que podiam ter sido escolhidas. Estou muito confiante. Acho que nunca acreditei tanto quanto hoje.

Me Gusta: Quais são os próximos passos na carreira?Ana Clara: Estrada. Vamos começar a divulgar no Brasil o single que lancei, “Coração Feliz” e também o restante do DVD.

Me Gusta: O que você diria para quem está começando na carreira artística?

Ana Clara: É aquela frase clichê: nunca desista do que você ama fazer. Tô aqui e insistindo até hoje. se eu não tivesse insistindo não teria chego até aqui. Vejo tanta gente que desiste no meio do caminho por dificuldades ou alguma coisa assim. Mas tudo acontece no momento certo. Às vezes a gente tem que passar por determinadas coisas, para evoluir e ficar mais preparado. É focar e ter determinação, que tudo vai dar certo.

Ana Clara é uma artista completa e que ama muito a música e a profissão de cantora. Seu olhar mostra toda essa paixão ao falar sobre a carreira e suas canções.

Foi muito isnpirador ver uma artista tão nova fazendo sucesso com muito pé no chão, simplicidade, carisma e que vê a música de forma tão bonita e especial.

Não é a toa que Ana Clara é um dos maiores nomes do Samba atual e encanta cada vez mais seu público e conquista seu espaço na música brasileira já cedo.

Eu com Ana Clara após a entrevista