Gaab lança “Não Sou Mais Eu” e faz a gente refletir sobre autoconhecimento e solidão.

A canção ganhou um clipe dirigido por Rodrigo Pitta e gravado de madrugada. A produção mostra o artista andando pelas ruas vazias de São Paulo em pontos turísticos e famosos como Viaduto do Chá, Santa Efigênia, Avenida Paulista, MASP, Consolação, Minhocão e Bom Retiro, durante a quarentena. Um cenário devastador, mas onde podemos refletir sobre o papel da gente no mundo.

Sobre o vídeo o artista conta “A tristeza que nos tomou com as notícias das primeiras mortes no mundo, fez com que tivéssemos a necessidade de nos livrar de tudo o que era tóxico de dentro nós, começar a fazer parte da limpeza que está acontecendo na humanidade, esse foi o gatilho da nossa criação”.

A faixa do EP “Infinito”, mesmo produzida antes da pandemia conversa demais com o momento atual. Gaab faz um balanço, “Eu tenho amigos nos EUA, Portugal, Itália. Enquanto a gente pulava carnaval, as pessoas já estavam de máscara há muito tempo, mas achávamos que assim como tantas outras pragas, essa não chegaria ao Brasil. Porém, da noite pro dia começamos essa terceira guerra mundial contra o invisível, onde deixamos instantaneamente de sermos o que somos, e o inimigo passou a ser o abraço”. E ele completa, “A música já existia, mas me conectou ao momento, me entristeceu, mas me inspirou”.

Antes do lançamento do vídeo, o cantor fez uma live com arrecadações para o Projeto G10 Favela, formado por empreendedores de impacto e representantes das dez grandes comunidades do Brasil.

Segundo Gaab, “A nossa própria transformação e a solidariedade é a principal mensagem desse clipe e tem tudo a ver com o que a galera do G10 Favelas e do Canal Transformadores busca. Transformar vidas através de ações que buscam o desenvolvimento social e econômico das pessoas que vivem nas comunidades”.