Os fãs do Rock de qualidade e de uma das maiores bandas do planeta, os Rolling Stones podem comemorar. O clássico álbum deles de 1973, “Goats Head Soup” será celebrado e relançado em formatos especiais demais pela Universal Music e com extras.

No dia 04 de Setembro, o álbum será lançado em diversas configurações, nos formatos físico e digital, e o melhor com material inédito de estúdio e ao vivo. As versões Deluxe em CD e LP, além das faixas originais contam com 10 faixas bônus entre versões alternativas, outtakes (cenas que foram cortadas no lançamento original) e três inéditas. Entre as inéditas, “Criss Cross” já foi lançada e conta com um clipe lançado junto à abertura da pré-venda do disco e dirigido por Diana Kunst. Na produção vemos uma garota animada que vive sua vida aproveitando ao máximo cada momento. As outras são “Scarlet” com a guitarra de Jimmy page e “All The Rage”.

thumbnail_image008
Capa de Goats Head Soup

Também serão lançados Box Sets tanto em CD como em vinil, onde foram incluídas 15 faixas ao vivo gravadas em um memorável show na Bélgica em 1973. No repertório hits como “Tumbling Dice”, “Midnight Rambler”, “Jumping Jack Flash”, “Star Star”, Angie” e outros. Além disso, um livro exclusico de 100 com fotografias, resenhas dos escritores Ian McCann, Nick Kent e Daryl Easlea e reproduções fiéis de três pôsteres de turnês de 73.

“Goats Head Soup’ foi lançado com bastante alarde. Apesar do que você pode ler hoje, os jovens não tinham sido totalmente absorvidos pelo glam rock, metal, prog e Philly soul em 1973, e compraram o álbum aos milhares, enviando-o para o 1º lugar nos Estados Unidos e no Reino Unido, o quinto 1º lugar britânico consecutivo”, conta McCann.

O disco foi gravado na Jamaica, em Los Angeles e em Londres com produção de Jimmy Miller e surgiu na sequência de um outra grande sucesso, o álbum duplo “Exile On Main St” do ano anterior. A capa famosa e adorada pelos fãs é de David Bailey.

RS2

“Angie” foi o único single do LP a ser lançado no Reino Unido e passou duas semanas em 5º lugar no mês de setembro. Nos EUA, a faixa “Doo Doo Doo Doo Doo (Heartbreaker)” alcançou o Top 20 em fevereiro de 1974.

Quando foi lançado pela primeira vez, os críticos fizeram fila para resenhar o projeto. Na Revista Rollin Stone, Bud Scoppa escreveu, “Os Stones têm sucesso porque raramente esquecem seu objetivo – a criação de um rock & roll dramático. O aprofundamento e desenvolvimento dos próximos meses será, sem dúvida, considerado uma das experiências musicais mais ricas do ano”. Já Stephen Demorest, do Circus, disse que o disco “corre com toda a força e delicadeza que se tornaram a assinatura da banda que trabalha arduamente em sua performance”.

No Brasil serão comercializadas as versões CD Deluxe, LP e cassete.