Semifinalista do The Voice Brasil 2018, Priscila Tossan lança a apaixonante “Libélulas” ao lado de Luccas Carlos e Criolo.

A faixa ganhou um clipe muito bacana que mostra a letra da música juntos ilustrações que ilustram a canção e com o desenho de cada um dos três artistas. Desenhos que inclusive são de mesmo traço da capa do novo disco de Priscila.

Inclusive a nova música está presente no álbum “Iceberg” que acaba de ser lançado pela Universal Music. A parceria com os cantores, surgiu da vontade da cantora de gravar algo que contivesse um pouco de Rap, ritmo do qual ela adora e vem se aproximado mais ultimamente.

Sobre o novo projeto, que entre suas faixas tem uma composição inédita de Luiz Melodia, Tossan revela “Só sinto felicidade. É uma satisfação imensa para mim todo dia lembrar que o disco tá na pista, que eu consegui fazer o que eu queria de verdade, desde o início. Ainda mais tendo o Kassin, que só agregou. Ele conseguiu entender o que eu queria e somou muito ao projeto. O que eu não conseguia tecnicamente ele trouxe para mim, eu pensei; ‘É isso! Era isso que faltava’. Foi incrível fazer esse álbum, eu sinto só contentamento”.

E uma curiosidade. Priscila Tossan no início de sua carreira, se apresentava nas estações e vagões do metrô do Rio de Janeiro. Sobre esta fase, ela faz um balanço, “Com certeza foi um marco o metrô. Eu sempre fui muito tímida pra cantar em público e foi um desafio enorme. Me lembro de quando eu cantei pela primeira vez. Eu paguei a passagem, entrei e falei pra mim mesma: ‘Cara, eu não vou conseguir fazer essa parada aqui’. Aí eu saí e desisti. Dias depois, diante de muita necessidade, eu novamente falei pra mim: ‘Mano, eu tenho que voltar e fazer essa parada’. E aí eu encarei. Foi difícil, mas rolou. Eu ficava olhando pros ‘amiguinhos’ e pensando: Pô, se os caras conseguem, eu também vou conseguir defender o meu”.