Em 1998, Porto Rico ganhava um cantor muito talentoso e belo, despontando no mundo musical. Era Luis Fonsi. E foi no dia 15 de Setembro que o álbum de estreia “Comenzaré” foi lançado pela Universal Music.

O disco produzido por Alex Zepeda, foi lançado fisicamente nos formatos CD, Vinil e Fita Cassete em apenas dois países, Porto Rico e Estados Unidos, rendendo cerca de 200 mil cópias vendidas. Em pouco tempo, se tornou o álbum mais vendido de Porto Rico. Fonsi ganhou prêmios diversos como ‘Artista Revelação Pop Masculino’ nos Prêmios “Globo”, “Tú Música”, “Farándula” e “Paoli”, além de ser indicado como ‘Artista Revelação do Ano’ nos Prêmios Billboard.

Capa de “Comenzaré”

Dentre as dez faixas, foram ao todo quatro singles. O primeiro single “Díme Como” fala do desafio de viver sem a pessoa amada e chega com um coro ao fundo, bem de baladas dos anos 90 e que mostra já de cara o romantismo que rege este primeiro álbum.

Destaque pra “Perdóname”, um pedido de desculpas e uma das melhores faixas do álbum, onde Luis explora mais os tons graves de sua voz. E também destaque pra “Si Tú Quiseras”. Uma faixa sobre uma promessa de amor e com uma linha melódica e de romantismo próxima à de cantores como Luis Miguel.

O último single foi “Me Iré”. Bem dançante, é mais uma faixa bem final dos anos 90, também com coro e onde o artista fala sobre amar com sinceridade, usando bem sua voz, com notas extensas e em tons mais graves.

Contracapa de “Comenzaré”

A canção que dá nome ao disco, “Comenzaré” tem um ritmo todo dado por uma guitarra bem marcada e fala do começo de um amor, em que tudo ainda é uma novidade e cada dia mais planos chegam. E indo pra uma pegada dançante e dando um ar animado ao CD, “Tu Calor” nos faz querer mexer o esqueleto, mesmo ao falar de amor, se tornando um dos pontos altos deste trabalho de estreia. E não se pode deixar também de destacar o coral ao estilo gospel da faixa “Y Frente Al Amor” e ao arranjo com bastante piano de “Por Ella” em que Fonsi explora bem sua extensão vocal e sem exageros, subindo os tons da voz nos momentos certos.

O primeiro disco de Luis Fonsi é muito gostoso de ouvir e nos envolve com seus arranjos, letras, romântismo e principalmente pela linda voz do cantor. Naquela época os cantores românticos faziam muito sucesso e ele veio pra somar a este time de artistas e o melhor, de cara já mostrou que não era só mais um e que tinha personalidade e seu próprio estilo.

Uma característica muito marcante neste trabalho, é a exploração dos graves da voz de Luis, o que conversa muito com os arranjos. E o melhor é que isso acontece sem podar o cantor de usar sua potência vocal e tons mais altos. Ao subir o tom, em nenhum momento há um exagero de volume e isso é ótimo, pois torna sempre agradável ouvir e faz com que Luis Fonsi consiga mostrar realmente o controle que tem de sua voz e o quão ele é um cantor de primeira.

Não foi a toa, que Fonsi conseguiu um grande sucesso logo na estreia e que as portas pra muitos mais hits e até sucesso internacional, se abriram. E lá se vão 22 anos de sucesso e alegrias. E que venham ainda muito mais anos de música boa e talento.