Já pensou em ter em uma música um dos maiores nomes da Música Urbana brasileira junto a um dos maiores do Sertanejo? Assim é “Qual É Dessa Mina?“, o novo hit de Pk com particiação de Felipe Araújo.

A música ganhou um clipe muito bacana gravado em São Paulo e dirigido por Matheus Rigola. Na produção, Felipe tenta ajudar Pk a entender a mente de uma garota (vivida por Yanca Guimarães) durante um rolê na Avenida Paulista.

Sobre a parceria, pra muitos inusitada, Pk revela “Eu queria uma parceria inédita, que meus fãs nem imaginariam, surpreendendo a todos. Gosto dessa mistura, acho sim que precisamos hoje cada vez mais nos permitir e mostrar nossa versatilidade ao público. Agradeço ao Felipe pela oportunidade, espero que o público goste do resultado”.

Já Felipe diz, “Quando apareceu a possibilidade de fazer uma parceria com o cantor PK, fiquei muito feliz e o resultado é surpreendente. A música tem tudo para estourar pelo Brasil, que prima pela sua democracia musical. Chega de rótulos. Ao unir vozes, atingimos todas as tribos neste universo musica”.

A nova música tem uma letra muito bem escrita por Pk, Athyde Filho, Murilo Ventura e ver os dois cantores de estilos tão diferentes é incrível. Muito bom ver como Felipe se jogou em um estilo que não costuma cantar e conseguiu entrar bem na vibe do Trap. Pk conseguiu deixar o parceiro musical totalmente solto e à vontade e mais uma vez mostrou sua bela voz e como manda muito bem no vocal.

O sucesso de Pk pode ser traduzido em números: mais de 3.700.000 ouvintes mensais no Spotify Brasil, 11,3 milhões de streams em seus 4 últimos lançamentos e mais de 1.600.000 seguidores no Instagram.

Sobre PK: (Por Assessoria de Imprensa)

Natural do Rio de Janeiro, Pedro Henrique Pereira Bendia, mais conhecido como PK, nasceu e cresceu no Tijolinho, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro. A música sempre foi presente em sua vida. Aos 15 anos, PK começou a participar nas batalhas de rima, e já em seu primeiro ano nas batalhas, foi campeão de uma das maiores do Rio de Janeiro, a Batalha do Real.

Após isso, PK teve ainda mais força e inspiração para correr atrás de seus sonhos, não desistiu e hoje, o cantor é um dos maiores nomes da música urbana em nosso país, onde transita por diversos gêneros e traz sua essência em todas as composições, deixando-as sempre com o seu toque especial.

Nas plataformas digitais, são mais de 3,7 milhões de ouvintes mensais, além de mais de 490 milhões de reproduções no Spotify. No YouTube, são mais de 120 milhões de visualizações em seus vídeos. Seu estilo musical particular faz com que se destaque no cenário atual, numa agradável mistura de rap, funk e pop, além de incorporar elementos e sons de diversos outros ritmos.

Em 2019 PK se lançou em carreira solo, onde estourou com o hit “Quando a vontade bater”, que até hoje está entre as 20 músicas mais tocadas na história do Spotify Brasil. A partir daí, o cantor não parou, foi hit atrás de hit. Lançou a faixa “Indomável”, ao lado do cantor Belo, um de seus ídolos da infância e já neste single, PK mostrou sua versatilidade misturando rap e pagode e mostrando que você não precisa se rotular, o importante é fazer músicas com amor e dedicação.

Em agosto do mesmo ano lançou seu primeiro EP, “ImPKvel”, composto de quatro novas faixas e com a participação de nomes como Ludmilla, Kevin O Chris, DJ Pedro Henrique e DJ Tubarão.

Além disso, PK também lançou também as faixas “Envolvente”, com o cantor Buchecha, “Sou eu”, ao lado de Dennis DJ e “Tudo de bom”, com a cantora Luísa Sonza, essa canção, inclusive, foi um marco na carreira do cantor e conta hoje com mais de 27 milhões de plays no apenas no Spotify e 17 milhões de views no YouTube.

Em 2020, continuou bombando nas plataformas digitais, com os clipes das canções “Hoje Tá Bom”, com MC Rebecca, e “Escandalosa”, com Tati Zaqui.

Em abril, PK lançou a música “É O Perigo”, ao lado de Pocah e também “Vai Danada”, em parceria com Becky G e Gabily. Ainda no primeiro semestre desde ano, PK lançou “Como a chuva cai”, em parceria com Hungria Hip Hop, a canção traz os cantores em um trap onde falam sobre as conquistas que tiveram após anos batalhando atrás de seus sonhos.