Texto e Entrevista por André Rossanez

Aposta do Midas Music e do Portal Me Gusta, a talentosa cantora Giovanna Bianco lançou no começo do mês, seu primeiro single, o autoral “Me Leva“. Uma canção linda, leve e gostosa de ouvir. Atualmente, ela é também jurada do programa “Canta Comigo Teen”.

O Me Gusta teve a felicidade e o privilégio de entrevistar Giovanna via Zoom. Falamos sobre temas como carreira, música, single de estreia, produção durante quarentena e próximos passos. Uma conversa simplesmente, inspiradora.

Saiba tudo que Giovanna Bianco nos contou e conheça um pouco mais esta grande artista tão talentosa, simpática e carismática.

Portal Me Gusta: Como surgiu seu amor pela música?

Giovanna Bianco: Eu canto desde muito pequenininha, desde que me entendo por gente. Com 3, 4 aninhos eu via filmes, escutava música e repetia cantando junto, uma coisa que eu sempre fui apaixonada. Então eu juntava as minhas amigas e botava todo mundo pra cantar, o pessoal não sabia cantar e eu ensinava a letra punha todo mundo pra cantar junto. A minha paixão e relação com a música é realmente desde criança. Eu estudo canto há mais ou menos, uns 15 anos já. Eu comecei na adolescência mais ou menos, passei por alguns professores, por algumas escolas de canto, com técnicas diferentes. E o canto na minha opinião, é um estudo sem fim, acho que sempre tem alguma técnica, alguma coisa que se possa melhorar e é uma coisa que nem ginástica, academia. Não adianta você pensar, “estudei 10 anos e agora não preciso estudar nunca mais”. Você sempre tem que manter aquela rotina de exercícios, de vocalizes, de estudo da música em si. Eu estudo há muitos anos e continuo estudando.

Me Gusta: Você tem alguns covers no You Tube. Qual a sensação de passar dessa fase de cover e lançar seu próprio single?

Giovanna: Nossa, é muito especial. Eu tô muito feliz de ter meu primeiro trabalho autoral e é muito gostoso você ver seu público, as pessoas cantando uma música que é sua, uma música que eu lancei, nova, que ninguém ouviu e de repente ver as pessoas cantando, cantando o refrão, curtindo. Isso é muito legal, muito gratificante.

Me Gusta: Como surgiu a música “Me Leva”? Como foi a escolha dela como primeiro single?

Giovanna: Quando a gente começou o trabalho junto ao Rick Bonadio, lá na gravadora, eu disse que pra um primeiro trabalho, eu gostaria de abordar o tema amor, mas eu ainda não tava certa por qual vertente do amor, que eu escolher pro primeiro single. E aí, com tudo o que a gente tá passando esse ano, eu falei “tem que ser um amor feliz, um encontro que deu certo, que passe uma mensagem boa, positiva pras pessoas”. E acabei optando por essa vertente do amor feliz. E acho que a partir daí a gente construiu uma composição da letra e de um refrão fácil que as pessoas pudessem ouvir e de alguma maneira tocasse elas e fosse fácil de envolver e cantar junto e depois a gente fez toda a produção musical que ficou por conta do Giu Daga, que é um dos produtores que trabalham com o Bonadio, super experiente e que ganhou três Grammys e tal. E acho que ficou muito bonita a produção musical que ele fez, porque às vezes tem aquela coisa de começar um pouco mais lento e de repente crescer no refrão, nos instrumentos e tem um pouquinho de backing vocals. Tudo isso fez crescer ainda mais a música.

Capa do single “Me Leva”

Me Gusta: Como foi gravar o clipe de “Me Leva” durante a quarentena?

Giovanna: O clipe a gente teve que esperar. Eu já tinha a música pronta desde Julho, mais ou menos, e a gente teve que esperar a liberação das atividades audiovisuais, pra poder filmar o clipe. E a gente fez o clipe, com a equipe mais reduzida dentro da produtora. E nesse clipe a opção de só eu aparecer, foi justamente também por todo esse quadro e as limitações de não trazer nenhum figurante ou outra pessoa pra contracenar comigo. Justamente pelas dificuldades que a gente tá passando. Por isso que a gente quis explorar eu passando a mensagem da música, o cenário a gente teve a oportunidade de fazer numa casa muito bonita, centenária em São Paulo, explorar a casa e o que eu queria transmitir com a música e basicamente isso, pras pessoas conhecerem um primeiro trabalho meu.

Me Gusta: Como foi pra você essa fase de quarentena e isolamento social e ter que produzir de uma maneira diferente da habitual?

Giovanna: Desde que a gente entrou em quarentena, é normal todo mundo sentir medo e ansiedade, e eu também senti e muita coisa. Então eu decidi focar a energia em produzir conteúdo, então antes de ter minha música pronta, produzi muito covers, até aqui na minha casa, fiz vídeos legais falando poesias, que minha mãe é escritora e ela escreveu uma poesia muito bacana sobre a quarentena, e fiz vídeos nesse sentido. E foquei mesmo a minha energia nesse sentido de produzir e passar coisas bacanas através das minhas redes sociais. Acho que a coisa mais difícil foi conciliar conseguir produzir este conteúdo e com uma filha pequenininha em casa, sem poder ir à escola, sem poder brincar com outro amigo. Acho que essa parte foi a mais difícil. Mas a gente vai se organizando dentro de casa e tentei focar meu tempo livre e a minha energia em produzir material que pudesse ser interessante pras pessoas que me seguem.

Me Gusta: Como tem sido sua relação com os fãs, com seu público?

Giovanna: Muito bacana, porque o pessoal que me segue, já segue há um tempo, então acompanham meus trabalhos e meus vídeos com versões de músicas já conhecidas, já foram em shows meus, muitos deles. Então é muito legal, porque eles acompanharam esse processo da nova fase e curtiram cada momento. Tenho seguidores muito queridos que eu nunca conheci pessoalmente, mas que mandam mensagem e vibram e falam “que legal sua primeira música, adorei”. E é legal também isso, porque de repente você segue um artista que tem um trabalho mais como intérprete e aí você acompanha essa transição. Então, nas minhas redes sociais, procurei passar todo esse processo de desenvolvimento, então, ‘olho eu a gente, tô chegando”, “tô indo gravar”, “a música tá muito bacana”. Quando fui fazer meu clipe, também fui contando tudo pra eles e eles puderam participar desse processo e quando eu lancei a música eles estavam bem animados pra receber esse trabalho. Essa troca foi e tá sendo muito legal.

Me Gusta: Você é formada em Jornalismo. De alguma forma sua formação ajuda na carreira como cantora?

Giovanna: Acho que me ajuda sem dúvida. Na época que fiz jornalismo, eu sempre gostei muito de jornalismo televisivo e cheguei a fazer alguns cursos de locação pra TV e tudo mais, porque sempre gostei de falar em público. Eu era daquelas pessoas que se precisava falar em público, lá estava eu e acho que isso tudo ajuda, porque o artista, o cantor tem que ter realmente isso, não pode ser tímido, nem inibido e entrar no palco, conversar com as pessoas e cantar e tudo mais. E tudo isso só veio a somar no meu trabalho como cantora também.

Me Gusta: Quais suas referências musicais e com quais artistas gostaria de dividir o palco?

Giovanna: Uma grande influência musical pra mim, brasileira, é a Elis. Acho que ela realmente é uma referência de técnica vocal, de impostação, com timbre belíssimo. Acho que ela é referência muito importante, e cito sempre ela. Das atuais, tem cantoras maravilhosas. Gosto muito, admiro e acompanho há anos e cresci vendo ela, a Sandy. Acho ela maravilhosa. O trabalho da Ivete, que cresci vendo ela, também maravilhosa. São cantoras que admiro muito. Tem uma lista.

Me Gusta: Como é trabalhar com Rick Bonadio?

Giovanna: Super bacana. Ele tem muita experiência como produtor musical, tem uma visão importante do mercado como um todo. E é muito legal essa troca de experiências e pro primeiro trabalho autoral, a gente precisa disso, desse suporte, de alguém que eu fale “eu quero ir por esse caminho” e a pessoa com a experiência de produtor musical poder direcionar da melhor maneira. Super legal. E ele tem uma baita experiência.

Me Gusta: Como é seu processo de composição e suas inspirações?

Giovanna: Essa primeira música, “Me Leva”, a gente compôs em parceria com uma outra compositora da gravadora, que compõe também pra vários artistas da gravadora e nesse primeiro momento a gente fez assim. A gente conversou muito sobre a letra, até chegar na letra do “Me Leva” e foi depois de meses de trabalho vendo a letra e ajustando, a gente chegou numa letra que transmite o amor e a leveza, essa coisa gostosa e ao mesmo tempo fácil das pessoas cantarem juntos e que envolve as pessoas de uma maneira bem gostosa. Foi bem bacana.

Me Gusta: Dentro do que puder adiantar quais os próximos passos da carreira? Tem algum plano já, pra pós-quarentena?

Giovanna: Eu ainda tô nessa fase super de divulgação de “Me Leva”. A gente lançou o clipe, esse mês ainda temos ainda várias apresentações dentro das possibilidades, pelo computador etc, Eu vou participar do Break Tudo Awards, vou fazer uma apresentação, vou cantar “Me Leva”. Tô participando até 20 de Dezembro como jurada do programa “Canta Comigo” na Record, que é muito bacana, tem sido uma experiência maravilhosa, com jurados incríveis e é a primeira versão teen, então as crianças emocionam demais e estão cantando muito. Trabalhar ainda muito a “Me Leva” dentro dessas oportunidades que estão surgindo, até o final de desse mês ou no máximo Novembro, vou gravar minha segunda música. E pro próximo ano, a gente tendo as coisa um pouco mais de tranquilas, a ideia é fazer uma agenda de shows, pra poder divulgar minhas músicas autorais. Essa é a ideia já pro próximo ano.