Talentosa, carismática e com uma voz linda, Cammie é uma das grandes cantoras do Pop atual.

Aposta da Sony Music e do Portal Me Gusta, a artista concedeu uma entrevista incrível para o portal. Ela falou sobre carreira, The Voice Brasil, música, seu amigo e parceiro musical Bruno Gadiol e o single que os dois lançaram juntos, “Até Te Conhecer”.

Cammie ganhou visibilidade em 2016 ao participar do The Voice Brasil e já possui mais de 5 milhões de streamings nas plataformas de áudio, aparecendo em mais de 5 playlists editoriais do Spotify (como Pop Brasil, R&B Brasil, Brisa Pop, etc), além de 6 milhões de views no You Tube.

Foto: Letícia Carvalho/ Bec Produções

Saiba tudo o que esta grande artista contou ao Me Gusta, na íntegra e conheça melhor e se encante ainda mais com Cammie.

Portal Me Gusta: Pra recordar: Como surgiu seu amor pela música?

Cammie: Bem, eu acho que meu amor pela música, ele não surgiu. Acho que eu nasci com isso. A música sempre fez parte da minha vida, cresci com os meus pais ouvindo muita música. Então é o que eu sempre falo, não fui eu que escolhi a música, foi a música que me escolheu. Desde pequena eu sabia que isso seria minha vida e acho que nunca tive outra visão de vida pra mim. Sempre quis trabalhar com música, se não fosse cantando, seria produzindo. Mas a música sempre, sempre, sempre fez parte da minha vida e de quem eu sou.

Me Gusta: Como se dá seu processo de composição e suas inspirações?

Cammie: As inspirações das minhas letras, das minhas composições são de coisas que acontecem na minha vida, experiências, desilusões amorosas, amores, amizades. O meu processo de composição é muito espontâneo. Sei que é muito aleatório, mas eu curto muito batalha de rima. Então às vezes eu sento, coloco um beat na internet e tento improvisar sobre o que eu tô sentindo e vai saindo, no improviso. Acho de todas as músicas que eu já lancei, acho não, tenho certeza, foram criadas através do improviso e depois fui lapidando e viraram a letra que as pessoas escutam. Mas o começo de todas é eu improvisando e tentando me expressar Eu gosto muito de colocar um beat, ouvir e sentir tudo que tem dentro de mim. Às vezes eu tô cantando e finjo que tem alguém na minha frente. É como se eu tivesse me declarando através da improvisação.

Me Gusta: Como surgiu o single “Até Te Conhecer”?

Cammie: O single “Até Te Conhecer” surgiu do nada, mesmo. Bruno não conhecia esse mundo dos beata da internet e do You Tube que são beats prontos e que você canta por cima e eu apresentei a ele. Ele me disse “Cammie, escuta o que eu fiz” e me mandou um áudio cantando começo de “Até Te Conhecer” e eu falei “meu Deus, que incrível”. E a gente falou “porque que a gente não faz uma música juntos?”. Então eu peguei essa e falei “vamos fazer essa” e ele “então vamos”. Aí eu mandei minha parte, ele amou e a gente criou um refrão. E eu queria muito lançar esse single nesse final de ano e ele também queria. Nós somos amigos desde muito tempo e a gente queria lançar um single juntos, e quando a gente ouviu a música, eu falei “vou para o estúdio, você grava sua voz aí (ele mora em São Paulo) e eu gravo minha parte aqui e refaço a parte de arranjo” e aí a música nasceu. Eu e o Bruno no FaceTime no estúdio e a música nasceu da melhor forma possível, através da gente conversando e falando que a gente queria fazer um trabalho juntos.

Capa do single “Até Te Conhecer”

Me Gusta: Você e Bruno são parceiros e amigos de longa data (programa Xuxa e The Voice). Como foi pra você gravar esta canção com ele e poder compartilhar esse momento juntos?

Cammie: Eu e Bruno nos conhecemos há sete anos desde que a gente se conheceu mesmo a gente fala que ia gravar uma música juntos um dia e hoje nosso trabalho é muito parecido. Eu sou muito fã dele e ele é muito fã do meu trabalho também. Pra mim gravar uma música com ele foi um sonho sendo realizado de verdade. Porque essa música por mais que fale sobre o amor, ela fala sobre tipo voltar sempre para uma pessoa e isso acontece porque a gente sempre acaba se reencontrando, independente do momento que a gente está na vida. Então foi um momento muito importante pra mim, um momento muito bom para gente gravar junto, compartilhar disso e compartilhar nossa amizade que é 100% verdadeira. E nessa música, o clipe reflete muito isso, que a gente se diverte sempre que tá junto.

Me Gusta: Como foi pra você participar do The Voice Brasil?

Cammie: Pra mim, o The Voice foi uma experiência inesquecível. Acho que é uma experiência, que as pessoas que trabalham com música, deviam passar, porque te dá muita força para poder viver do mundo da música e ver como é a realidade da TV. Não é fácil, As coisas não caem do céu. Pra mim foi muito bom, porque eu reencontrei o Bruno no The Voice e conheci muitas pessoas incríveis, vi como era por trás das câmeras, vi o que os artistas passam, e a gente vê que não é fácil. Mas foi uma experiência única e incrível, que eu guardo para minha vida inteira.

Me Gusta: Como tem sido pra você criar este novo trabalho e músicas novas na quarentena?

Cammie: Criar música nessa quarentena tem sido um pouco mais complicado para mim, porque todas as minhas letras são sobre minha vivência, sobre coisas que acontecem na minha vida. Então na quarentena não tem nada acontecendo. Eu acabo me travando. Nessa quarentena o máximo que eu escrevi foram 5 músicas, sendo que antes era muito mais fácil, pois tinha sobre o que falar. Mas às vezes eu sinto e falo ‘quero falar de amor’ e penso no passado. Essa com o Bruno foi assim, a gente escolheu um tema e resolveu criar uma letra sobre isso. Mas tem sido muito bom, estou me desafiando essa é a palavra, me desafiando. Porque é muito difícil escrever quando você não tá passando por algo. Tem vezes que eu tenho que ir lá no meu baú dos sentimentos, e buscar um sentimento, buscar uma vivência que eu tive e tá sendo um desafio. Até agora mas por enquanto está dando tudo certo.

Foto: Letícia Carvalho/ Bec Produções

Me Gusta: Como você vê o Pop hoje em dia?

Cammie: O Pop pra mim, hoje em dia, tá crescendo demais. Tanto o Pop quanto o R&B, que são as linhas que eu sigo, tão crescendo bastante. Muito bom inclusive. Todas as pessoas que eu acompanho, a Day, Carol Biazin, Luísa Sonza, o Bruno, são pessoas que fazem um trabalho bonito. Existem várias vertentes do Pop, mas a vertente que eu sigo que é mais puxada pro R&B, pra uma coisa mais diferente, eu vejo que tá crescendo muito e que as pessoas tão abraçando isso. Acho que vai crescer muito mais. Vejo como uma porta se abrindo e uma porta que não vai fechar tão cedo, porque a gente tem muito lá fora. É o que eu falo, a gente tem muita gente lá fora cantando sobre amor e vivências de uma forma bem pop e antes a gente não tinha isso aqui. A gente não tinha tanto e era mais o Funk, o Sertanejo e hoje tem o Pop crescendo cada vez mais.

Me Gusta: E dentro do possível, do que puder contar, quais os próximos passos da carreira?

Cammie: Acho que para o meu futuro mesmo, eu quero lançar um EP, quero criar vários projetos, lançar músicas com artistas que admiro muito e realmente inspirar as pessoas através da minha música. Como eu sempre falo, minha música é feita para ser aquilo que eu precisava quando eu tava me sentindo sozinha, só que pras outras pessoas. Receber respostas das pessoas e que elas identificam e que minha música ajudou. É isso pra mim. No meu futuro eu me vejo fazendo muitos shows. Os os próximos passos são esses. Quando acabar a pandemia fazer shows, lançar novos projetos, feats. Se Deus quiser!

Bruno Gadiol e Cammie – Imagem: Divulgação

Confira as matérias do Portal Me Gusta sobre Cammie – portalmegusta.com/tag/cammie