Edi Rock lança a poderosa “Vai” com a participação de Jorge Du Peixe.

Com uma produção musical que mistura ancestralidade com uma estética mais futurista, o clipe é ainda atravessado por imagens de arquivo que ajudam a reforçar seu caráter crítico.

A música ganhou um clipe com cenário apocalíptico e distópico com figurinos inspirados no filme ‘Mad Max’. A produção gravada em um ferro velho e dirigida por Mateus Rigola, mostra os artistas cantando sobre os restos de uma sociedade arruinada pelo dinheiro, o poder e o ego.

Foto: Jamila Simões

Sobre a parceria com Jorge, membro fundador do Nação Zumbi, Edi revela “Há anos queria ter essa parceria e estou muito feliz em rimar com ele num som tribal, produzido também fora de casa e fora do normal. Falamos sobre o momento atual: o apocalipse, fim dos tempos. Tivemos uma boa junção, uma sintonia completa”.

Devido a quarentena a parte de Jorge do peixe foi gravado em casa enviada ao rapper.

Foto: Jamila Simões

Esse é o segundo single do projeto do rapper, “Origens Parte 2 – Ontem, Hoje e Amanhã” e que tem a proposta de narrar em diferentes perspectivas o “ontem, hoje e amanhã”.

Segundo o próprio artista, o novo álbum é “uma viagem pelo mundo do rap e suas referências pessoais”. “Vai”, por sua vez, foi uma das três músicas escolhidas para ganhar videoclipe e representa o tempo presente do “hoje”. As outras duas são “Origens Parte 2”, cujo clipe corresponde ao passado (o “ontem”) e “Um Novo Amanhã”, parceria de Edi Rock com Thiaguinho, que representa o futuro e com lançamento de vídeo previsto para fevereiro.