Eduardo Costa lança seu lindo projeto “Pantanal” e sua primeira parte.

“O DVD Pantanal foi gravado para levar música caipira para todos que têm amor por esse estilo de música. O Pantanal não é só uma questão de música, é uma questão de cultura, de família e alegria, é sobre não deixar morrer a música caipira, sobre lembrar da nossa história. É interessante a gente revisitar esse passado, e a música caipira tem o poder de nos levar para esse lugar”, define Eduardo.

O novo trabalho que vai direto no coração dos amantes da verdadeira música caipira tem 15 faixas e acaba de ser lançado o primeiro, dos três EPs (com cinco faixas).

Como um bom apaixonado pela música caipira, Eduardo Costa fez o resgate de verdadeiras “joias” do nosso cancioneiro popular. No EP 1, os clássicos “Tocando em Frente”, “Chega”, “Boiadeiro Errante”, “A Vaca Foi Pro Brejo” e a “Dor do Adeus” servem como aperitivo ao banquete que a cultura sertaneja nos oferece e mostra o que podemos esperar deste DVD lindo.

O ideia do novo projeto chegou após o sertanejo lançar o DVD “#40tena” que foi gravado em casa.”Depois que lançamos esse DVD, eu percebi que estava faltando música sertaneja, caipira mesmo. Eu tenho o maior orgulho do #40tena, sei da importância que ele teve na vida das pessoas, mas alí a proposta é mais popular, tem guitarra, percussão e teclado, é muito moderno e pensei que agora seria o momento de entregar música caipira de verdade para quem gosta”, conta ele.

A partir daí, Eduardo que sempre amou a natureza, foi com uma equipe reduzida para o Pantanal, sem nenhum roteiro ou repertório definido. Ao todo foram quatro dias por lá, local infelizmente tão devastado pelas queimadas, mas que mesmo assim, para o cantor, é o lugar mais inspirador que existe. “Gravar no Pantanal também foi uma forma de mostrar para as pessoas o quanto temos de preservar este lugar tão mágico”, conclui o artista.

Toda a produção musical e a direção de vídeo é assinada pelo próprio Eduardo. Assim como no #40tena, o cantor foi o responsável por tocar a maior parte dos instrumentos baixo, bateria, violões (incluindo 12 cordas), violas e percussão, além de produzir todos os arranjos. Virgílio Castilho e Romário Rodrigues foram os dois únicos músicos convidados.

O primeiro EP já está disponível em todas plataformas digitais pela ONErpm.