A talentosa Demi Lovato lança o tão aguardado o sétimo álbum, “Dancing With The Devil…The Art Of Starting Over” pela Universal Music.

Demi considera o novo disco produzido por ela com Scooter Braun, como a trilha sonora não oficial de seu novo documentário documentário. O novo trabalho e o doc, mostram a história de sua overdose quase fatal em 2018 e dão um vislumbre de sua vida hoje e seu caminho para a cura.

“Se você seguir a tracklist na ordem, vai realmente ver como a minha vida tem se desenrolado desde o ano passado”, conta a cantora.

Sobre seus planos futuros, Demi revela que prefere focar no presente: “Eu penso menos no futuro e na música e mais em viver minha verdade. Se todas as decisões que eu fiz fossem baseadas no meu futuro, eu estaria me atropelando o tempo todo. Eu não estaria vivendo no momento presente. Agora estou fazendo escolhas – para o dia e depois para o futuro – sobre o que quero e o que me fará mais feliz”.

O álbum é dividido em dois atos sendo o primeiro bem menor, com três canções. Já o segundo chega com uma introdução e 15 faixas. Esses atos representam fases da vida de Demi e refletem sobre tudo o que a cantora passou nos últimos anos.

4 capas de “Dancing With The Devil…The Art Of Starting Over” que os fãs podem escolheram uma na edição física

1º Ato: Prelude:

Sem dúvida uma das melhores músicas de Demi é “Anyone”. Artista canta ao piano e nos emocionar muito ao falar sobre angústia de alguém que pede ajuda e faz preces porém não se sente ouvido. Uma boa mostra da maturidade vocal dela, que chega com agudos muito bem executados e confortáveis aos ouvidos.

Ao estilo R&B, “Dancing With The Devil” claramente fala sobre depressão e o vício por drogas. Mais uma vez os agudos da cantora são impecáveis nesta canção de letra tão intensa. Logo em seguida chega a faixa “ICU (Madison’s Lullabye)” também voz e piano, que reflete o momento em que Demi começou a se enxergar a si mesma novamente após tantos problemas em momentos difíceis.

Emocional e intenso, este primeiro ato mais curto nos dá mais ou menos uma ideia de todos os perrengues e dificuldades que Lovato passou para enfrentar a luta contra as drogas e a depressão. Mesmo no fundo do poço, com muita vontade chegou a decisão de mudar de vida. Impossível ouvir essas três canções e não se emocionar e se inspirar.

2º Ato: The Art Of Starting Over:

Esse segundo ato tem em sua maioria, canções mais alegres e solares. Nesse trecho maior do álbum, a cantora fala da arte de recomeçar. Através da música, ela fala sobre se auto valorizar e relata a superação dos problemas e dos próprios medos, a sensação de liberdade e a força para dar a volta por cima e seguir em frente, lutando por dias melhores.

Alegre, uma música que sem dúvida nos faz sentir a sensação de liberdade e recomeço, é “The Art Of Starting Over”. Um grande acerto do álbum e que mostra a cantora bem solta. E nos inspirando a superar os nossos próprios medos, mesmo se estivermos sozinhos, temos “The Way You Don’t Look At Me”, com muita leveza e um arranjo lindo.

O disco também chega com participações super especiais. Demi e Ariana Grande fazem um jogo de vozes muito bem construído e juntam os seus agudos impecáveis de forma balanceada em “Met Him Last Night”. A letra fala sobre se livrar daquilo e de quem lhe faz mal, tudo isso usando a figura do diabo em forma de homem.

Uma das melhores músicas do álbum tem a participação de Sam Fisher. “What Other People Say” fala sobre voltar a viver a vida de verdade, com um arranjo calmo porém intenso, com batidas bem marcadas e a presença de um coral gospel lindíssimo que ajuda a música a crescer ainda mais.

Destaque também para “Easy” sobre ter força pra seguir em frente, com participação de Noah Cyrus e que tem um dos arranjos mais belos do disco, com instrumentos de corda que dão todo um charme e pra “My Girlfriend Até My Boyfriend” um feat com Saweetie. Uma faixa R&B com toque de Hip Hop e que é um hino de auto estima e amor próprio que lembra que a mulher é forte e livre e não precisa de homem para ter sucesso. Exalta também a importância das amigas que são para vida toda.

Uma faixa que fala sobre o momento muito importante da superação de Demi Lovato é “California Souber” que fala claramente sobre a derrota do vício das drogas e de como é bom se sentir livre e bem.

E não podemos deixar de mencionar as faixas “Butterfly” e “Good Place”. A primeira é um hino de transformação e metamorfose, sobre deixar o passado pra trás, se perdoar e seguir em frente, tentando ser cada vez melhor. A segunda tem um arranjo voltado ao Country e calmo. Ao ouvir Demi cantar notamos um certo choro na voz. Uma música que traz a confirmação de que o pior já passou e que agora está tudo bem e que não há mais necessidade de manter as aparências. Destaque para a extensão vocal da cantora e mais uma vez seus agudos incríveis.

Análise do Álbum:

Sem dúvida esse é um dos melhores álbuns da carreira de Demi Lovato. As músicas são muito boas, bem construídas tanto em seus arranjos como em suas letras. A cantora mostra toda sua maturidade vocal e que sabe mais do que nunca controlar muito bem sua extensão vocal e seus agudos (que em nenhum momento se mostraram exagerados).

Demi soube depois de ter sofrido tanto, transmitir muito bem todas as suas dores e sentimentos e toda sua superação. Ao ouvir o disco inteiro a gente se emociona, se alegra, reflete e aumenta ainda mais a esperança de dias melhores e de que podemos superar qualquer adversidade.

Todas as letras falam muito ao coração e nos dão ideia de um pouquinho de tudo o que a cantora passou. A gente fica muito pensando sobre tudo isso e se inspira em toda essa trajetória dos últimos anos, de uma das cantoras pop mais talentosas do mundo.

E uma dica para as pessoas que não entendem nada ou muito pouco de inglês. Vale muito a pena procurar pela internet as traduções das canções e as ler. Entender o que cada música fala, faz a experiência em ouvir o disco ser ainda mais completa.

Vale lembrar que o novo álbum de Demi Lovato está disponível tanto nas plataformas digitais, como na versão física, na qual os fãs podem escolher a capa de sua preferência entre quatro, ao adquirir o seu CD.

Além do disco, Demi também vem lançando no You Tube o série documental “Demi Lovato: Dancing With The Devil”, que teve estreia no dia 23 de Março e termina no próximo dia 6 de Abril, com direção de Michael D. Ratner.