Feras do Reggae, Tribo de Jah lança “Até Que o Bem Triunfe no Final”.

A faixa dá nome ao álbum que celebra os 35 anos da banda e que será lançado em 11 de Junho, trazendo só músicas inéditas. Sua letra aborda a realidade atual da pandemia e como manter a conexão com todos que estão passando por esse momento.

Foto: Meirelles Jr

Em plena pandemia e com a agenda de shows totalmente paralisada, a Tribo manteve o foco neste projeto, totalmente realizado por seus integrantes. “Foi um grande desafio, pois estamos com o grupo dividido entre São Paulo, Atibaia e São Luís. De forma que cada um grava a sua parte em casa para que depois a mixagem e masterização sejam feitas pelo Fernando Nonato, no estúdio 2F Sonato, que também foi responsável pelo nosso primeiro LP, lançado em 1991”, conta Fauzi, o vocalista.

“Até Que O Bem Triunfe no final” foi produzido através do Edital da Prefeitura de São Paulo. “Não era intenção da banda lançar material novo no momento, mas  as circunstâncias decorrentes da pandemia fizeram com que essa alternativa se tornasse fundamental para manter a banda viva e ativa. Ao mesmo tempo,podemos assim brindar os seus fãs com material inédito no momento em que chegamos aos seus 35 anos de carreira”, explica Fauzi.

Ainda conforme o líder da banda, “o frescor de um trabalho atual será certamente um alento para os muitos fãs da banda que se encontram também envoltos por toda a situação atual”.

A Tribo de Jah aproveita o lançamento ainda para agradecer a Deus e a Prefeitura de São Paulo por permitir que a banda mantenha a chama do reggae nacional acesa

Tribo De Jah

Atualmente formada por Fauzi Beydoun, Pedro Beydoun, Aquiles Rabelo, Netto Enes, João Rodrigues e Luan Richard, a Tribo de Jah é conhecida como a precursora do reggae no Brasil. Com 17 álbuns inéditos lançados e mais de 2 milhões de cópias físicas vendidas, a banda, que tem 35 anos de carreira, ainda registra mais de 13 milhões de visualizações no YouTube. Conhecida por hits como “Uma Onda que Passou”, “Regueiros Guerreiros” e “Morena Raiz”, a Tribo de Jah iniciou os trabalhos no Centro para Cegos em São Luís-MA, e também chama muita atenção por contar com instrumentistas com cegueira parcial e total.