DJ Daniel Goulart leva a cantora Nanda Loren a relembrar o começo de carreira cantando em inglês com “Like Magic”.

Nanda e Daniel se conheceram em estúdio, no Rio de Janeiro, quando ela foi convidada por um amigo pra um projeto. Em seguida, já começaram a planejar a ideia de uma possível parceria, o que resultou em “Like Magic”. “Conheci o Daniel através de um grande amigo, o cantor e compositor Rodrigo Auad. Nos conhecemos no estúdio, estávamos trabalhando num outro projeto e ele me convidou pra fazer uma música com ele em inglês”, conta ela.

Num novo momento da carreira, Nanda explora seus vocais potentes numa base de música eletrônica, diferente do que vinha mostrando com seu lado Pop mais voltado ao R&B. Uma bela amostra da versatilidade da cantora, ex-The Voice Brasil.

Sobre o DJ, a cantora que já estava querendo há um tempo gravar em inglês, revela “Eu já estava querendo há tempos gravar uma música em inglês, então tudo se encaixou. Essa música foi composta por mim, mas ele conseguiu trazer uma leveza e ao mesmo tempo uma potência na produção. Eu amei o resultado e espero que todo mundo goste também”.

Para Nanda, a chegada do single é o resultado de um sonho. “É um sonho realizado! Eu na verdade comecei a compor em inglês, foi uma forma que eu encontrei de aprender o idioma. Depois pra começar a escrever em português foi até um desafio. Estou feliz também que posso dividir essa música com outras pessoas, conectar com pessoas de vários lugares do mundo, então estou com uma expectativa bem bacana para a música”, explica.

A faixa é poderosa e combina muito com a voz de Nanda, além de ser muito bem produzida por Daniel, que criou um arranjo atemporal e que vai conquistar pessoas do mundo todo. Um musicão com cara de hit internacional .

Com residência Americana e morando nos Estados Unidos há 20 anos, Nanda Loren começou a compor e a cantar em inglês, quando chegou ao país. Como não dominava o idioma e lidava com uma série de novidades, a artista encontrou na música um refúgio, onde criou suas primeiras canções.

Relembrando o início de sua carreira, o que a levou a ser caloura do Programa Raul Gil (SBT) em 2011, Nanda rememora seus shows em barzinhos e pequenas casas no Rio de Janeiro, onde explorava bastante o cenário da música eletrônica. “Os meus primeiros shows na vida foram em baladas, cantando música eletrônica, então é um campo bem familiar. Eu conheço muitos DJs e me sinto em casa cantando eletrônico. Mas é claro que eu deixei minha marquinha Pop na composição, não tem como não deixar, é minha essência”, comenta Nanda.