Aposta do Pagode, Jecy lança “Jogo De Aposta”, seu primeiro single autoral da carreira.

A canção abre a divulgação do primeiro EP de dá cantora e já está no ar o clipe que apresenta em primeira mão o cenário do projeto audiovisual, gravado ao vivo, somente com banda, no Rio de Janeiro.

“Me inspirei em todas as pessoas que já se sentiram a última opção de alguém. Como lidar com a situação? Ninguém sabe, mas ser dependente é ainda pior. Acho que todo mundo já se sentiu assim ou já viveu algo parecido”, conta. Sobre o lançamento de seu primeiro single, ela comemora: “Não consigo colocar em palavras esse misto de sentimentos. Esperei tanto por esse momento. Me sinto abençoada e motivada a fazer muito mais”, revela a artista.

Sobre seu primeiro EP de composições inéditas, Lecy se mostra ansiosa para o lançamento é diz “Eu amo compor, amo transformar o que vejo, o que sinto e o que imagino em música. Digo sempre que minhas composições não são para mim e sim para o mundo, porque em cada lugar vão ter pessoas que estão vivendo aquilo…Eu não vejo a hora de lançar este trabalho completo, contando os dias”.

Aposta da nova voz do pagode feminino, a cantora e compositora Jecy assinou contrato com a Som Livre em Fevereiro deste ano e lançou duas versões de pot-pourri, homenageando grandes hits do pagode e do samba. A cantora escolheu seis músicas especiais, que marcaram gerações e até hoje seguem fazendo sucesso na boca do público. A performance pode ser conferida nas plataformas de streaming e no canal do You Tube da cantora.

Moradora de Caxias, no Rio de Janeiro, a artista de 26 anos ostenta uma voz marcante e é a grande aposta da nova geração feminina do pagode. Jecy Calcanho, ou apenas Jecy (pronuncia-se Diéci) como adotou seu nome artístico, fez da música uma válvula de escape para sua timidez na adolescência. A partir da primeira música, nunca mais parou, descobriu que o que antes era uma fuga em sua rotina, na verdade sempre foi sua vocação. Começou se apresentando na igreja e nos grupos de amigos até ser agenciada por Lincoln de Lima e ter suas composições na voz de um de seus ídolos: Ferrugem. As faixas “Grita que me ama” e “Tão ausente” presentes no lançamento do último álbum do cantor, ‘Abre Alas’ (2020), são de autoria de Jecy.