Mandando muito bem no Rap, Léo Santana se une a Mc Davi em “Não Teve Dó”.

A música foi composta pelos dois artistas e chega após dias de suspense nas redes sociais de Léo. Seu arranjo mistura Trap, Funk, Rap e Pagodão, com uma batida forte e envolvente.

O single também ganhou um clipe ambientado no meio urbano, com takes que evidenciam marcas de expressões e linguagem corporal em uma pegada bem street, desde o cenário até a coreografia, os elementos, a iluminação e figurinos dos bailarinos e artistas.

“Não Teve Dó nasceu de sonho que tinha de fazer algo nesse estilo mais street, mais Trap, Rap que ouço bastante. Então, chamei meu parceiro Davi, que tem um estilo que curto muito, para compor e cantar comigo essa canção e ele topou na hora! Misturamos os nossos estilos, o Funk dele com a batida da minha essência, que é o Pagodão, e saiu essa canção que eu tenho certeza que vocês vão curtir e ouvir muito”, conta Léo.

Já Davi conta “Estou muito feliz com esse lançamento , na verdade é um novo desafio pra mim , caminhar por outros ritmos musicais e fazer uma parceria com um gigante da música como o Léo . Tô com uma expectativa muito boa pra esse som , quando compus essa música , guardei com muito carinho pra lançar num momento propício , e chegou a hora . Bora pra mais um hit.

O cantor cada vez mais vem mostrando sua versatilidade musical em seus hits. Sobre as misturas de ritmos, ele revela “A pandemia fez despertar um Léo Santana que estava adormecido dentro de mim. Aproveitei esse tempo para estudar, entender e me dedicar 100% à música e ao que o público está consumindo. O mundo hoje é muito voltado para o digital e o consumo musical é muito rápido. Achar um equilíbrio entre a velocidade e entregar um conteúdo de desejo com qualidade é um desafio que me fez amadurecer muito e querer produzir cada vez mais. Estou em uma nova fase da minha vida, casado, sou pai. Com a perda do meu pai, passei a ser o chefe da família e toda essa mudança e responsabilidade me deu força e inspiração para me dedicar ainda mais à minha carreira e à música, que é o que eu amo fazer”.