Pabllo Vittar e Rennan da Penha se unem na poderosa “Number One”.

Sobre a parceria, Vittar conta “Um prazer poder estar ao lado do Rennan da Penha neste single. Espero que seja a primeira de muitas parcerias que estão por vir! Vittarlovers, espero que apreciem o resultado. Fizemos com todo empenho e carinho especialmente para vocês”.

E Renan comemora, “Então, fiquei muito feliz com esta parceria com a Pabllo, até porque eu pude colocar as minhas ideias dentro deste projeto, minhas batidas, o que curto e também é o que eu acho que traz um bom resultado! Foi algo muito diferente fazer este mix de K-pop com Funk e também com um pouco de Afro House. Number One está uma mistura perfeita, era o que eu queria fazer! Espero que Number One seja um sucesso total!”.

A nova música chega com uma sonoridade que mistura K-Pop, Funk e Trap, ganhou um clipe bafônico dirigido por João Monteiro. Na produção, uma cidade é invadida por clones de Pabllo, e ela luta pra mostrar que a original.

direção de João Monteiro, que já conta com parceria de longa data com a artista, incluindo clipes de grande sucesso como: K.O, Corpo Sensual, Problema Seu, Buzina, e muito mais. A música faz uma crítica a indústria fonográfica e a “era da cópia”, e a pressão que o mercado impõe para que tudo siga um padrão ou seja igual.

Sobre o vídeo com coreografia de Flavio Verne, Jessi Muller e Bruno Barbosa, o diretor conta “Number One carrega muita da energia desses projetos do início da carreira da Pabllo, onde ela se colocava em universos distintos, compondo diversos personagens de ficção científica ou super heroinas. Pabllo é uma artista que permite explorar diversas estéticas, e é muito legal quando a gente se junta para fazer isto. Number One carrega ficção desta analogia com os clones. A música faz uma crítica a indústria fonográfica, e a pressão que o mercado impõe para que todos sejam perfeitos. Estes são alguns dos temas que exploramos, brincando com esta analogia… de uma cidade dominada por clones da Pabllo. No meio disso, Rennan da Penha, como um observador de toda esta história, entra numa cena icônica, interagindo com 3 Pabllos. É um clipe muito divertido e visualmente explosivo”, disse João Monteiro.

A música é sem dúvida, uma das melhores da carreira de Pablo. Além de uma sonoridade encorpada e potente, a letra tem muito empoderamento e atitude, carregados de autoaceitação e de ser dono de sí mesmo. E o clipe ficou magnífico é muito bem produzido. Um dos melhores da artista.