Gaê lança a belíssima versão de “Paciência”, do Lenine.

O artista que, há anos, fala sobre a luta contra o HIV, estreia a faixa no Dia de Luta Contra a Aids. Com novas linhas, trocas, pausas, surpresas e evoluções, a releitura de “Paciência” do artista brasiliense impressiona com diversidade de elementos sonoros. A produção musical é de Cauê Lemes.“Nossa versão tem esse caos instrumental. Ela sai do lugar convencional e ordenado aos ouvidos”, afirma o cantor.

Foto: Camila Sugai

Se em fevereiro de 1999, quando a canção de Lenine, foi lançada, o mundo já precisava de um pouco mais de calma, em Dezembro de 2021, a necessidade ainda maior é a de alma. A releitura de Gaê chega com o o objetivo de resgatar e atualizar a reflexão dessa verdadeira poesia

Se a sonoridade apresenta nova roupagem, a letra permanece. “As músicas canônicas da MPB têm essa capacidade de carregar coisas pelo tempo sem desconectá-las, tanto da sua origem, quanto do momento presente. A ansiedade que está na composição do Lenine é universal”, reflete Gaê.

A versão ficou belíssima e os violões de Agna Maria, percuteria de Gabriel Cabeça, violoncello de Israel Marinho, violas de Kinda Assis, violino de Gabriel Meca e piano de Cauê Lemes, deram um toque todo especial ao arranjo poderoso.

O artista, ainda estreia na segunda temporada da série documental “Deu Positivo”, da MTV e faz show inédito em São Paulo, na mesma data, no Studio SP, às 20h.

Foto: Camila Sugai

Antes conhecido por Gabriel Estrela, Gaê foi convidado para a segunda temporada de “Deu Positivo”, documentário nacional transmitido pela MTV, devido ao seu engajamento na causa. “Como artista LGBT+, a gente tem que estar atento às questões que são sensíveis à nossa comunidade. Tenho essa propriedade para falar do HIV, tanto pela vivência, quanto pelos estudos e o tempo que trabalhei com isso”, narra ele.

Como artista, ele acredita que o espaço e a visibilidade devem ser utilizados para o diálogo sobre outras questões. “A manutenção da democracia, o direito das pessoas trans, pretas, a inserção de pessoas idosas e pessoas com deficiência na nossa comunidade e na nossa vida social. Essas são algumas das questões que não tem como não permear nossos trabalhos”, completa o autor dos singles “Onde Está a Estrela?”, completa o cantor. Os episódios vão ao ar nos dias 1.º, 2 e 3 de dezembro, sempre às 20h, na MTV.

Foto: Raul Nunes

E sobre o show no Studio SP, com participação do artista mErosErros, o artista conta, “Vai ser com a banda completa: guitarra, percuteria, violoncello, trompete e algumas coisas além. Vamos ter algumas novidades nesse show”.