No dia 21 de Janeiro de 2006, o RBD levantava o público em Hollywood no emblemático Pantages. A apresentação foi um sucesso de público e crítica e no dia 04 de Abril do mesmo ano, foi lançado o DVD e o CD, pra alegria de todos os rbdmaníacos do mundo.

O show teve como repertório, As músicas do álbum “Nuestro Amor” (exceto a faixa “Una Canción”), que era o mais recente do grupo até então. Todas as faixas ganharam uma roupagem totalmente acústica, algumas até com a presença de um coral gospel. E diferente do costume de outros shows, esse não teve trocas de roupas.

A versão física do CD ganhou também como bonus track uma versão acústica e lindíssima do grande sucesso do grupo “Sólo Quédate En Silencio”. A releitura mostra todo o potencial vocal dos seis integrantes e também um toque leve de coro gospel. Destaque também para o medley que reúne os sucessos “Rebelde”, “Sólo Quédate En Silencio” e “Sálvame”, do primeiro álbum em estúdio. O medley é inclusive, exclusivo do DVD.

Além das canções de sucesso o repertório ganhou uma música inédita cantada apenas por Dulce Maria. Era a apaixonante “No Pares” que acabou virando uma das favoritas do público, até hoje. O interessante, é que esta música escrita pela própria Dulce, foi escolhida para entrar no repertório um dia antes da gravação, surpreendendo até mesmo a cantora.

O disco apesar de não ter ganho, foi indicado na décima quarta edição do Prêmio Billboard de Música Latina, na categoria de “Álbum Pop Latino do Ano – Dupla ou Grupo”. Foi um grande feito pra um grupo latino e que tinha feito a estreia em palcos americanos ao gravar esse projeto. Tanto o DVD como o CD estiveram na lista dos mais vendidos do ano de 2006 no México, no Brasil e nos Estados Unidos.

O projeto com produção musical e direção de Carlos Lara, é um dos mais impecáveis da carreira do RBD. Os arranjos acústicos estão belíssimos e eles não são nada óbvios. O coro gospel, a instrumentação de cordas de algumas faixas e a latinidade de alguns arranjos, como por exemplo, “Fuera” que ganhou ares de música cigana, dão um toque todo especial ao álbum.

É impossível não amar RBD “Live In Hollywood”!