Comemorando seus 24 anos, Luísa Sonza lança a aguardada e animada “Cachorrinhas”.

A cantora escolheu o dia do seu aniversário, para presentear os fãs com sua nova música, a primeira lançada pela sua nova casa, a Sony Music. E um outro presente, foi o clipe, um dos mais caros da carreira da artista com direção de Fernando Nogari e que conta com a participação super especial das cadê linhas de estimação da estrela pop.

Capa do single “Cachorrinhas” – Foto: Pam Martins

Sobre as cadelinhas no vídeo, Sonza conta “A gente teve que mandar adestrar a Britney e a Duda, porque elas são simplesmente dois terrores. Tivemos todo um processo antes de adestramento. A Gisele é um anjo, mas ela só me obedece, então, no set todas as cenas eu tive que fazer com ela”.

A artista executa na produção, uma coreografia do coreógrafo Flávio Verne e conta,A nossa intenção foi encerrar essa era das coreografias, pelo menos por um tempo, porque não há joelho, coluna e corpo que aguente. E para encerrar essa era nessa estética de dança vai ser com chave de ouro, eu saí machucada”.

Foto: Pam Martins

O novo single produzido por Tropkillaz, chega exatamente no dia em que completa um ano do álbum “Doce 23“ e marca uma nova fase da carreira “mais feliz e leve”, como diz a própria Luísa. Segundo ela, “No ano passado, por mais que eu estivesse com as pessoas que eu amo, eu estava um caco por dentro. Cachorrinhas é uma coisa cômica, engraçada, feliz e leve, da mesma forma que me sinto agora”.

E ela completa, “Nos últimos três ou quatro meses tenho vivido os dias mais especiais, nos quais estou cuidando de mim e me reencontrando. Acho que sou uma pessoa tão mais alegre do que era um ano atrás. Esse ano todo foi um ano de manutenção, no qual continuei mantendo os números e entregando singles avulsos, e também um período de transição, que aos poucos vou acostumando o público a me ver, de maneira que no próximo ano vou estar pronta para lançar de fato uma nova era, muito fechada com coisas especificas”.

Foto: Pam Martins

Ainda, Luísa conta “Cachorrinhas vem para encerrar uma grande estética que eu tive há cinco anos. Hoje, eu sinto que minha cabeça e meu senso artístico têm mudado muito e ido para um lugar que eu já não me identifico tanto quanto eu me identificava há cinco anos atrás. Meu senso artístico tem mudado e caminhado para um lado mais maduro”.

E Sonza completa, “É genial. Eu acho que é uma das músicas mais geniais que eu já fiz no sentido de sacada”. Aconteceu muito naturalmente, inclusive uma das compositoras das duas músicas é a Elana, e foi muito a influência dela. É um pop trap e eu tô adorando esse negócio de rima e cantar rápido”.

Foto: Pam Martins
Foto: Pam Martins