12 vezes vencedor do Grammy, John Legend lança o oitavo álbum de estúdio, “Legend”.

Com produção executiva do astro e m prolífico produtor-escritor Ryan Tedder (Beyoncé, Adele e outros), o vibrante disco duplo (dividido em atos) é impregnado de um espírito sem remorso de sensualidade e alegria, informado pela vulnerabilidade total da dor, louvor e cura.

“Nunca me sinto divorciado de meus ancestrais. Tenho tanta reverência pela minha herança musical que não sinto que preciso deixá-la para trás para ser aventureira, criativa ou tentar algo novo. Quando estou criando algo novo, ainda ouço as vozes e influências de Stevie, Marvin, Curtis, Aretha, Nina, Donny e Prince, músicos negros sempre estiveram na vanguarda da inovação na música. Mas onde eu acho que o Hip Hop é sempre sobre o que há de novo, com soul music, somos um pouco mais nostálgicos”, revela John.

Capa do álbum duplo “Legend”

“Act I”, lembra vividamente os prazeres mundanos e sensuais da noite de sábado – cheio de luxúria, ego, sexo e aventura. Ele abre com “Rounds”, uma articulação imersiva com Rick Ross, um artista com quem Legend colaborou talvez mais do que qualquer outro. Outras faixas incluem o R&B fumegante “Splash”, com Jhene Aiko e o rapper Ty Dolla $ign; “Dope”, uma “faixa de verão e bem-humorada” com o rapper JID (Rolling Stone); e “Love”, com Jazmine Sullivan, a quem Legend conhece desde que ela era uma jovem artista. O clímax é atingido na imediatamente viciante e totalmente edificante “All She Wanna Do”, com Saweetie, que Uproxx chamou de “sexy, dancefloor banger” e a Rolling Stone descreveu como “roller disco jam”.

“Act II” evoca a sensação de uma manhã de domingo, com foco na cura, intimidade, alma e compromisso. Inclui “Honey”, “uma faixa de R&B sensual e inspirada no jazz”, com Muni Long (Billboard), e “Wonder Woman”, um tributo tocante ao poder e graça de todas as mulheres na vida de Legend, com a nostálgica e emocionante banda Dap Kings. Também incluem “Good”, com Ledisi, um conto de cura íntima e o alívio que vem ao saber que você está em um relacionamento com a pessoa certa e “Pieces”, uma balada devastadoramente linda sobre viver com perda e luto.

O novo projeto, traz a sensação de um clássico (e ainda que seja novo representa um novo começo para o artista) e traz de volta aquele sentimento divertido e aventureiro do cantor. Ao mesmo tempo, afirma seu lugar no cânone da arte negra, onde honrar a história ancestral faz parte da existência tanto quanto o amor, a beleza e a alegria.

Legend irá performar “Pieces”, música de seu novo álbum, no 74º Primetime Emmy Awards, no próximo dia 12 de Setembro. Em Outubro, o vencedor do EGOT retornará a Las Vegas para sua aclamada residência “Love in Las Vegas”, com shows acontecendo de 14 a 29 de outubro.

A versão física do álbum já está disponível em: https://www.umusicstore.com/Legend.

E pelas plataformas digitais, o disco pode ser ouvido pelo link https://umusicbrazil.lnk.to/JLLegend.