Marcelo Falcão é premiado no 3° Los Angeles International Music Video 2022.

Os prêmios são referentes ao curta-metragem “Céu Aberto”, com participação de Hungria Hip Hop, que venceu nas categorias de “Melhor Narrativa” e “Melhor Música”, com direção de Mess Santos. O trabalho foi indicado neste ano ao projeto que traz o melhor dos videoclipes internacionais. A premiação do festival ocorreu na última semana, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Falcão comemora o reconhecimento e a parceria com Hungria e Mess Santos, “Hoje eu estou igual meu Flamengo, com dois troféus. Música é minha vida. Ainda bem que Hungria e Mess amam arte como eu. Independente do rumo que vão as coisas, acreditar em você mesmo é tudo. Nunca machucarei meus ouvidos e nem meu coração. Não importa o que os outros façam, só importa a minha fé e o que eu acredito. Obrigado pai, mãe, irmão, Hungria, Mess, equipe, minha banda MofaiaBand, meu escritório Luan Promoções e todos os envolvidos nessa corrente de amor e trabalho”.

“Termos vencido nas categorias de Narrativa e Música foi muito especial, pois representa exatamente essa união entre cinema e música que eu e o Falcão sempre prezamos. O poder de uma história eleva como as pessoas irão receber a mensagem da canção, e ver a nossa arte do Brasil sendo reconhecida pelo mundo é algo que tem um significado muito especial pra todos nós”, comemora Mess Santos.

O filme conta a história de um menino que mora na favela e tem o sonho de ser jogador de futebol. Tudo começa com imagens aéreas do Rio de Janeiro e a voz do Falcão dizendo: “Nesse lugar os sonhos giram igual uma roda, todo dia nasce um novo por aqui. Mas eles dizem que você nunca vai conseguir, que você nunca vai ter seu lugar. Isso é o que eles dizem, mas a gente? A gente continua sonhando.” Outras vozes também falam algumas frases, enquanto são mostradas imagens do alto do Vidigal.

Com cenas do cotidiano da favela, “Céu Aberto” mostra que, apesar de todas as adversidades e dificuldades, é possível vencer e conquistar os objetivos da vida e, para finalizar o trabalho, Falcão incentiva: “Quando disserem que não pode ser. Faça ser.”

O jogador Neymar, o humorista e digital influencer Whindersson Nunes e o muralista Eduardo Kobra também participaram do projeto, com depoimentos bem especiais sobre o que enfrentaram para alcançarem o sucesso em suas respectivas áreas.