Propondo reflexão sobre o ego, as bandas Scalene e Amen Jr lançam “Ethos”.

A parceria inédita, chega ainda com lyric vídeo no YouTube e já está disponível em todas as plataformas digitais. O tema tem uma letra bem conceitual e muito bem escrita e seu arranjo traz elementos eletrônicos e efeitos vocais que juntos, formam uma sonoridade única.

A composição, fruto de uma parceria inédita, nos faz pensar sobre o ego e a ideia de libertação atrelada à percepção de que o homem é apenas a parte de um todo, tirando de seus ombros o peso de ser o centro do universo.

Segundo o dicionário Aurélio, a definição de Ethos é “característica comum a um  de indivíduos pertencentes a uma mesma sociedade”. Desta forma, para propor um debate em torno deste, que é um conceito antropológico, os integrantes das duas bandas recorreram ao recurso inusitado de personificar uma estátua de museu que, acostumada a ser o centro das atenções, se dá conta de sua fragilidade ao cair e se quebrar.

Scalene: Gustavo Bertoni, Lucas Furtado, Tomás Bertoni e Philipe Conde – Foto: Matt Magrath

“A letra foi escrita a partir do ponto de vista de uma estátua, e o tema surgiu de uma conversa com o Ulysses, que me ligou um dia e a gente trocou essa ideia sobre se perceber não sendo dono do próprio destino, não sendo o centro do universo e o quão libertador é se perceber com uma certa pequenez. Não no sentido depreciativo da palavra, mas de se sentir integrado no todo e realmente levando em consideração a imensidão do universo e do desconhecido – inclusive o universo que é cada indivíduo”, explica Gustavo Bertoni, vocalista e guitarrista do Scalene.

Não à toa, o motivo da queda da estátua é o vento – um fenômeno da natureza sobre o qual não temos nenhum controle. É a partir deste instante que o eu-lírico reavalia sua noção de realidade, sentindo certo alívio ao se perceber vulnerável e impermanente.

“A música é um convite ao altruísmo, é sobre entendermos o nosso lugar no universo e, a partir disso, nos enxergarmos de uma forma nova. Existe muito mais em volta de nós, muita coisa que veio antes e muita coisa que ainda vai existir depois de nós. Esperamos que isso abra espaço para as pessoas entenderem o altruísmo de uma forma mais profunda”, completa Ulysses Melo, vocalista e guitarrista da Amen Jr.

Amen Jr: Ulysses Melo, Carlos Bezerra e Gabriel Eubank – Foto: Yasmin Kalaf

Sobre a ideia da collab – que foi toda produzida à distância durante o atual período de distanciamento social -, Gustavo conta: “A gente troca ideia com a Amen Jr há um tempo, já tocamos juntos. A vontade da parceria surgiu a partir dessa progressão natural e de conhecermos o trabalho um do outro”.

Em termos de sonoridade, a proposta de “Ethos” foi misturar e equilibrar as referências oitentistas, neo-vintage e analógicas do Amen Jr com o contemporâneo, clean e hi-fi do Scalene. “Tudo fluiu de uma maneira bem natural, foi muito massa! Nós, os integrantes das duas bandas, entramos nesse projeto super abertos a sugestões e dispostos a nos aventurar sonoramente. Essa música acabou se tornando uma aventura para os dois lados e chegou nesse resultado que surpreendeu muito a todos, nos deixando bem felizes e surpresos. Estamos muito ansiosos para as pessoas ouvirem!”, conclui Ulysses.