Anitta revela planos de carreira, incluindo música e atuação pra WSJ.

A brasileira foi capa da nova Edição dos Inovadores da The Wall Street Journal Magazine (WSJ), uma revista do prestigiado jornal americano e revelou pra publicação que pretende se aposentar da música em seis anos.

“Claro que não vou [cantar para sempre]. É inútil para mim continuar me esforçando para seguir fazendo coisas que não vão realizar novos sonhos. Eu já fiz o que era impossível. O que é maior que o número um?”, contou ela. A cantora ainda revelou que depois ela focar na atuação após esta pausa musical.

Capa da Revista WSJ – Foto: Gregory Harris

Outro assunto abordado, foram as cirurgias plásticas, e o jornal destacou a capa do álbum “Versions of Me”, que traz a popstar em diversos estágios de sua transformação. Segundo ela, “Não tem nada a ver com não ser feliz comigo mesma. Pra mim, é como mudar meu cabelo. Mesmo que não fique bom ou do jeito que eu quero, eu ainda gosto do processo. Eu gosto da adrenalina”.

Anitta também disse que planeja sua festa de aniversário de 30 anos, já que quando completou 29, viajou para a Tailândia após um conselho de sua astróloga. A profissional disse que ela teria sorte se passasse a data no País. E a funkeira ainda brincou, “Já mandei uma mensagem para minha astróloga e perguntei qual é o lugar onde devo comemorar meu próximo aniversário, porque estou indo. Se ela dissesse Marte? Eu vou para Marte. Vou ligar para Elon Musk”.

Foto: Gregory Harris

Ainda durante a matéria de destaque na imprensa americana, ela contou como foi o inicio da sua carreira internacional, e que poucas pessoas acreditavam em seu potencial de fazer sucesso no mundo da musica fora do Brasil.

Anitta contou à revista também sobre o preconceito que enfrentou ao tentar a carreira internacional e disse, “Disseram: Bem, você pode tentar se internacionalizar, mas isso é impossível. Ninguém nunca conseguiu, a última pessoa foi Carmen Miranda – Impossível? Esta palavra só me faz querer ir em frente”.

Foto: Gregory Harris